Siga o OTD

Ciclismo de Pista

Nova geração surpreende favoritos no Brasileiro de Pista

Terceiro dia de competições foi marcado por finais em todas as categorias de base. Campeonato segue até sábado (08/12)

Luis Claudio Antunes/CBC

Nova geração surpreende favoritos no Brasileiro de Pista

O terceiro dia de competição no Campeonato Brasileiro de Ciclismo de Pista, distribuiu medalhas nas provas contrarrelógio, Scratch e Omnium das categorias Infantojuvenil, Juvenil e Junior. A disputa tem sido marcada por confrontos acirrados no Velódromo Municipal de Indaiatuba (SP).

Os atletas começaram a terça-feira (04/12) pedalando contra o tempo. Nas provas femininas de 500m, o estado do Paraná dominou o pódio conquistando as três medalhas de ouro em disputa. Na categoria Junior, o Clube Maringaense de Ciclismo conquistou dobradinha com as ciclistas paranaenses Amanda Kunkel, medalha de ouro com 40s610, e Bruna Adati, prata com 41s974. A paulista Marcella Sodré, da Memorial Santos, completou o pódio com 42s720.

A juvenil foi vencida por Julia Constantino, que somou sua segunda medalha de ouro ao marcar 40s760. A tocantinense Yana Camargo, revelação do campeonato, marcou 42s819, ficando com a prata, enquanto Vitória Cristina Bezerra conquistou o bronze com 42s918. Na Infantojuvenil, a equipe da Prefeitura Municipal de Rolândia ocupou as duas primeiras posições do pódio com Ana Julia e Isabela Schuster, primeira e segunda, respectivamente. Julia de Toledo ficou com o terceiro lugar.

Com o tempo de 1min08s788, Vinicius Guimarães, da Associação Ciclística Desportiva, pulverizou sua marca e garantiu a medalha de ouro na prova de 1km contrarrelógio da categoria junior masculino. A prata ficou com Wellington Timoteo, do Clube Ciclístico Araponguense, que marcou 1min10s355, e o bronze com Vinicius Gussolli, da SMEL Foz do Iguaçu, com 1min11s004.

“Hoje tive um dia bastante difícil. Tudo estava dando errado, tive problemas com a bicicleta, depois acabei não me sentindo muito bem, então fiz uma prova realmente de superação e vencer em um brasileiro é sempre uma grande satisfação. Espero poder voltar ao pódio nesta quarta”, comentou Vinicius Guimarães.

Confirmando a qualidade da nova geração de talentos do ciclismo de pista nacional, Eric Labatut, o mais novo representante do Clã da família Labatut, dominou as provas da categoria Infantojuvenil. O gaúcho, de 14 anos, não economizou força e finalizou o dia com duas medalhas de ouro no Brasileiro de Ciclismo de Pista.

A primeira vitória foi conquistada na prova de 500m contrarrelógio, onde Eric cravou o tempo de 38min411. O segundo título veio na prova de Scratch, com vitória sobre Gabriel Senhoreli, da equipe da Prefeitura Municipal de Rolândia, segundo colocado, e Julio Silva, da Memorial Santos, terceiro.

Omnium

A prova Omnium é composta por quatro corridas disputadas em um único dia. Os ciclistas competem nas provas de scratch, tempo race, eliminação e prova por pontos. O atleta que conseguir a maior pontuação somando o desempenho em todas as provas é o vencedor.

Na Junior masculino, prevaleceu a força e regularidade do atleta Bruno Campos de Sá, da equipe Secretaria de Esportes de Indaiatuba, que somou 138 pontos durante as quatro corridas e garantiu a medalha de ouro. Com 114 pontos, Pedro Rossi, do Clube Maringaense de Ciclismo, conquistou a medalha de prata com 114 pontos, e Alan Labatut, da Brucicle, ficou com terceiro com 104 pontos.

“Primeiramente gostaria de agradecer a confederação pelo excelente campeonato, e também toda a equipe da Prefeitura de Indaiatuba pelo apoio e suporte que eles tem dado para a nossa equipe. Hoje fiquei muito feliz vencendo a Ominum. Ano passado a vitória havia sido do meu companheiro de equipe, Wolfgang, que agora já é sub-23, então levei como uma obrigação manter esse título na nossa cidade. Tudo deu certo, consegui me poupar em algumas corridas e cheguei nos momentos chaves muito bem fisicamente, acredito que esse tenha sido o diferencial”, contou Bruno.

Já entre as mulheres, Yana Camargo, do Tocantins, surpreendeu as principais favoritas, fez uma prova agressiva e muito consciente, e garantiu a vitória somando sua terceira medalha no Brasileiro de Ciclismo de Pista. Na prova por pontos, que finaliza a Omnium, Yana chegou a dar duas voltas no grupo principal, que era composto por um combinado reunindo atletas tanto da juvenil como da junior.

Apesar de ser a primeira vez que pedalou no Velódromo, Yana pareceu estar em casa e mostrou muita qualidade. Para a tocantinense, poder voltar para casa com um título brasileiro na bagagem conquistado no velódromo vale qualquer sacrifício.

“Esse foi o meu primeiro contato com o Velódromo, então tive um pouco de dificuldade no início, mas depois consegui me adaptar bem e fiquei muito satisfeita com o meu desempenho. Poder conquistar pódio entre tantas meninas talentosas é uma honra, Principalmente por nunca ter tido a oportunidade de pedalar em um velódromo. Estou retornando muito motivada e feliz”, declarou Yana.

Mais em Ciclismo de Pista