Siga o OTD

Basquete

Kamilla Cardoso estreia como titular em revés do Chicago Sky

A pivô Kamilla Cardoso esteve em quadra por pouco mais de 21 minutos e finalizou a partida como uma das cestinhas do Chicago Sky, com 13 pontos

Kamilla Cardoso WNBA
Kamilla Cardoso marcou 13 pontos em sua estreia como titular na WNBA (Foto: WNBA)

Kamilla Cardoso, uma das maiores promessas do basquete brasileiro nos últimos anos, estreou neste sábado (8) como titular na WNBA, liga profisisonal de basquete feminino dos Estados Unidos. A pivô, de 23 anos, esteve em quadra por pouco mais de 21 minutos e finalizou a partida como uma das cestinhas do Chicago Sky, com 13 pontos. Porém, a boa atuação da brasileira não foi suficiente na derrota para o Atlanta Dream, em casa, por 89 a 80.

Com o resultado, o time de Kamilla Cardoso termina o dia na 8ª posição, a última que garante vaga aos payoffs da WNBA. Com dez jogos disputados, o Chicago Sky soma quatro vitórias e seis derrotas. A pivô brasileira fez sua quarta partida pela equipe, sendo que, nas anteriores, iniciou no banco de reservas. A jogadora, que é constantemente convocada para representar o Brasil nas competições, teve pouco tempo de quadra nas primeiras aparições porque se recuperava de uma lesão no ombro.

Três atletas do Chicago Sky lideraram a pontuação da equipe com 13 pontos. Além de Kamilla Cardoso, as outras duas que ficaram no topo da pontuação do time foram a ala Angel Reese e a armadora Dana Evans. Com a primeira marcando duplo-duplo, contribuindo com 12 rebotes. A brasileira teve muito trabalho dentro do garrafão. Isso porque a cestinha do jogo foi a pivô Tina Charles, do Atlanta Dream, com 22 pontos. As duas estiveram frente a frente em vários momentos do confronto.

Início desastroso

O péssimo começo de jogo foi determinante para a derrota do Chicago Sky. Kamilla Cardoso e suas companheiras enfrentaram muitas dificuldades ofensivas e defensivas no primeiro período. O time da brasileira foi para o segundo quarto perdendo por 14 pontos: 29 a 15. A armadora Allisha Gray, da franquia visitante, brilhou com oito pontos neste quarto inicial. A pivô mineira, natural de Montes Claros, foi discreta, saindo zerada.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

Kamilla Cardoso cresceu no segundo quarto, contribuindo com cinco pontos e três rebotes, todos ofensivos, gerando segundas chances ao Chicago Sky. Ela foi bem nos arremessos de dois pontos perto da tabela. A melhora da brasileira aconteceu juntamente com a evolução de sua equipe, que ganhou o período que antecede o intervalo por 24 a 22, no entanto, foi para o descanso perdendo do Atlanta Dream por 51 a 39.

Reação discreta

O terceiro quarto foi o melhor de Kamilla Cardoso no ataque. Ela foi a maior pontuadora na companhia de sua rival de time e posição Tina Charles, ambas com oito pontos. Porém, as companheiras da pivô adversário foram mais eficientes e o Atlante Dream marcou 21 a 18. O Chicago Sky conseguiu ser superior ao rival de forma mais efetiva no último período, ganhando por 23 a 17, mas faltou tempo para reverter o marcador. A armadora Marina Mabrey, companheira da brasileira, fez dez pontos na parcial.

Um dos principais problemas do time de Kamilla Cardoso foi a diferença de 11 pontos favoráveis ao adversário entre as atletas titulares (70 a 59). Além disso, o Chicago Sky fez dez pontos a menos em segundas chances (20 a 10). Outro fator que pesou para a derrota foi o aproveitamento inferior nos arremessos de três pontos, com seis convertidos contra apenas três.

Clique para comentar

Você deve estar logado para postar uma comentário Login

Deixe um Comentário

Mais em Basquete