Siga o OTD

Basquete

Vasco vence na prorrogação e força o jogo 5 no NBB

Em mais um jogo disputado até além do tempo normal, o Vasco vence, empata a série contra Bauru e força o jogo 5 das quartas de final

Na imagem, Marquinhos, que foi um dos cestinhas do Vasco contra Bauru.
Marquinhos, que foi um dos cestinhas do Vasco contra Bauru. Foto: Mauricio Almeida / Vasco da Gama

Que série disputada! O duelo entre o 4º e o 5º colocado da temporada regular do NBB está pegando fogo nas quartas de final. Assim, jogando no Rio de Janeiro, o Vasco da Gama venceu o Bauru Basket, na prorrogação, 95 a 87. Desse modo, o Cruzmaltino empatou em 2 a 2 a série e será mais um confronto que precisa do jogo de desempate para definir um semifinalista.

Uma entrega de alto nível de basquete e muita disputa em quadra. Dessa maneira, com muita emoção e nervos a flor da pele, Marquinhos comandou o Vasco no duelo particular contra Alex Garcia, do Bauru. O fato dos dois serem veteranos, um com 39 e outro com 44 não diminuiu, sobretudo, o ímpeto e a correria que ambos entregaram em quadra. O ala do time carioca anotou 21 pontos, teve cinco rebotes e deu duas assistências. Por outro lado, o ala do time do interior paulista foi o cestinha da partida, com 23 pontos e 7/7 dos arremessos de dois, com 22 de eficiência.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

O duelo começou bem equilibrado, com o Bauru superando o Vasco em 22 a 20 no primeiro quarto. Com uma arrancada nos cinco primeiros minutos da etapa seguinte, o Dragão abriu para 39 a 25. Mas o Cruzmaltino foi recuperar o prejuízo, mesmo terminando atrás na ida para o intervalo.

Então, o time mandante, já que o Vasco jogou no ginásio do Tijuca neste domingo (12), fez um grande terceiro quarto, com 27 a 16, passando à frente por três pontos. O Bauru não se deu por vencido e parecia ter aprendido a lição do primeiro embate entre as duas equipes nas quartas de final.

Relembrando um passado recente

Na primeira partida, em São Januário, o Bauru empatava em 72 a 72 e teve a bola do jogo, mas Pedro desperdiçou. O Vasco aproveitou a prorrogação para vencer e abrir 1 a 0 na série. Depois, o Dragão venceu as duas seguintes em casa.

Novamente, o Bauru teve a bola do jogo, desta vez para empatar a partida, pois perdia por 81 a 79 com oito segundos no relógio. O time contou com o cestinha da temporada, Dontrell Brite para uma bola de segurança, dentro do perímetro, e buscou a prorrogação.

Era a oportunidade de mudar de vez o filme e fechar as quartas de final para já pensar no Flamengo na fase seguinte. Contudo, a história se repetiu e o Vasco fez 14 a 6 para empatar a série e forçar o jogo 5, que ocorre na próxima terça-feira (14), às 20h, em São Januário.

Fundador e diretor de conteúdo do Olimpíada Todo Dia

Clique para comentar

Você deve estar logado para postar uma comentário Login

Deixe um Comentário

Mais em Basquete