Siga o OTD

Basquete

Campinas atropela São Bernardo e quebra marca da LBF

Fábio Leoni/Vera Cruz Campinas

Campinas atropela São Bernardo e quebra marca da LBF

Com direito a quebra de recorde na LBF, Campinas estreia no segundo turno da competição com vitória tranquila sobre o São Bernardo.

Em uma de suas melhores atuações na temporada, o Vera Cruz Campinas não tomou conhecimento do São Bernardo/Brazolin/Unip e venceu por 98 a 46, na abertura do segundo turno da LBF no Ginásio da Ponte Preta, em Campinas (SP). Novamente próximo da marca centenária, o líder do campeonato estabeleceu a maior vitória da temporada,, 52 pontos, batendo os 31 que o Sampaio Basquete fez sobre o mesmo São Bernardo, na última semana.

Dominante do início ao fim, o time de Antonio Carlos Vendramini abriu vantagem logo no primeiro período, quando já registrou parcial 30×11, com 10 pontos de Babi. Mantendo o ritmo, a equipe não deu chances para que as meninas do ABC paulista encostassem no placar, liderando no descanso com folga (55×26).

Com seus destaques Lays e Thayná bem marcados, o São Bernardo teve dificuldades para criar. Até contou com valiosa ajuda da ala/pivô Julia, que anotou 17 pontos e foi a segunda cestinha do jogo, ao lado de Ariadna – a jogadora são-bernardense também ficou a dois pontos de bater seu recorde pessoal na LBF.

Patty estava mais uma vez inspirada contra a equipe do ABC. A ala campineira foi novamente a cestinha no confronto entre os dois, com 19 pontos – havia feito 21 no turno, somando 40 pontos nas duas atuações. Com quase 80% de aproveitamento geral nos arremessos (79,2%), Patty conectou quatro de cinco bolas do perímetro. Outros destaques do duelo foram Thayná, que com 14 pontos e 11 rebotes fez seu quinto duplo-duplo na temporada – lidera a Liga no quesito ao lado de Kelly (Funvic/Ituano), e Melisa Gretter – a argentina ficou muito próxima do triplo-duplo, com 11 pontos, 9 rebotes e 9 assistências.

Com a vitória sacramentada, o Vera Cruz Campinas se empenhou em perseguir a contagem centenária, ainda inédita em 2018. Porém,a equipe ficou mais uma vez no ‘quase’ – já é o terceiro jogo na competição com 98 pontos anotados (Santo André/Apaba e Poty/BAX/Catanduva foram as outras vítimas). Irresistível, o líder da competição fechou a partida com ótimos números nos arremessos: 49% geral, 50% da linha dos três pontos e 90% nos lances livres.

“O time foi consistente, jogou principalmente limitando o jogo de velocidade de São Bernardo, o que nos propiciou uma vantagem grande”, analisou Vendramini, que também elogiou a defesa da equipe. “Melhorou muito a defesa, e principalmente tirou o ímpeto delas que jogam em contra-ataque. Através de uma defesa forte, construímos um ataque de 98 pontos. Saio satisfeito”, comemorou o técnico campineiro.

Marcio Bellicieri, técnico são-bernardense, reconheceu a superioridade do time da casa. “A falta de experiência pesou, mas o Vera Cruz fez uma ótima partida e tem jogadoras fantásticas. Nossa equipe oscilou bastante e o placar mostra o que foi a realidade de hoje”, lamentou Bellicieri.

Na próxima sexta-feira, o Vera Cruz volta a jogar no Ginásio da Ponte Preta, contra Presidente Venceslau. Já o São Bernardo vai até Santa Catarina, onde enfrenta o time local do Blumenau.

Mais em Basquete