Siga o OTD

Coronavírus

NBA endurece protocolos após onda de casos de coronavírus

Liga dos Estados Unidos apresentou novas regras para tentar conter aumento de casos, que já provocou cinco adiamentos em menos de um mês de temporada

NBA Coronavírus
Cinco jogos foram adiados por causa do coronavírus (Divulgação/NBA)

A NBA e a NBPA (Associação Nacional de Jogadores de Basquete) anunciaram a decisão conjunta de endurecer os protocolos de segurança do coronavírus por pelo menos duas semanas. O motivo foi o aumento do número de infecções entre jogadores nos últimos dias e os consequentes cancelamentos de jogos.

Ao todo, cinco partidas da NBA já foram adiados devido ao coronavírus em menos de um mês de temporada. O mais recente anunciado foi o duelo entre o Orlando Magic e o Boston Celtics, que aconteceria nesta quarta (13).

+Veja todas as notícias sobre basquete

Entre as novas regras, está um isolmento nos próximos dias. Todos os jogadores e equipe técnica deverão permanecer em suas residências quando a equipe jogar em casa, saindo apenas para treinos e atividades essenciais. Durante as viagens, os times estão proibidos de deixar o local de hospedagem ou interagir com hóspedes que não façam parte do staff.

Use máscara!

Além disso, nos jogos, nenhum atleta poderá chegar ao local da partida com mais de três horas de antecedência e todas as reuniões nos vestiários antes das partidas devem durar, no máximo, 10 minutos, com uso obrigatório de máscaras.

+ SIGA O OTD NOYOUTUBE, NOINSTAGRAM E NOFACEBOOK

O uso de máscara, inclusive, será mais rígido a partir de agora. Assim, segundo a NBA, todos os jogadores devem usá-la no banco o tempo todo e também no vestiário. E os treinadores e outros membros da equipe devem usar o equipamento em todos os momentos durante as partidas.

Por fim, funcionários de jogadores ou membro do staff dos clubes devem ser testadados duas vezes por semana. E em caso de alguma equipe apresentar um caso positivo de coronavírus, a NBA poderá exigir que jogadores e staff sejam submetidos a testes por cinco dias consecutivos, duas vezes por dia.

  • Agência Brasil

Mais em Coronavírus