Siga o OTD

paulistano nbb

Basquete

Na 2ª prorrogação, Paulistano bate Campo Mourão no NBB

Em alta, Paulistano segura o Campo Mourão, que força duas prorrogações, mas cai pelo placar de 103 a 101 em jogaço pelo NBB.

(Wilian Oliveira/CAP)

Na 2ª prorrogação, Paulistano bate Campo Mourão no NBB

Parecia que Paulistano e Campo Mourão jogariam eternamente no Ginásio Municipal Professor Hugo Ramos, em Mogi das Cruzes. A partida só foi decidida na segunda prorrogação e com vitória do time paulista, que fez 103 a 101.

O Paulistano dominou boa parte do duelo disputado nesta quinta-feira (17), mas vacilou duas vezes na hora de finalizar o jogo. Erros nos lances livres, de posicionamento e cansaço mantiveram Campo Mourão na partida.

Contudo, um toco de Cauê Borges foi decisivo para a vitória do Paulistano. Aliás, o armador foi o cestinha da partida com 26 pontos, além de três rebotes e cinco assistências. Ainda pelo time paulista, Maique foi um gigante no garrafão, anotou 25 pontos e pegou nove rebotes, sendo sete no ataque.

Pelo lado derrotado, Frierson fez 21 pontos e foi o cestinha do Campo Mourão. Cook, mal nos arremessos (5/20), terminou com 20 pontos, seis rebotes e cinco assistências.

Com o resultado, o Paulistano subiu uma posição e é o sexto colocado no NBB. Já o time do Campo Mourão é o 13º colocado.

+ Confira a tabela da competição

campo mourão paulistano nbb
(Wilian Oliveira/CAP)

O jogo

Uma partida de gato e rato. O primeiro quarto foi dominado pelas bolas de três do Campo Mourão, que fez a equipe vencer o período e jogar a pressão toda para o outro lado.

Mas o conjunto do Paulistano falou mais nos dois quartos seguintes. Cauê Borges fazia a bola girar no ataque e Maique era um lutador no garrafão. Cook segurou muito a bola e errou demais.

Bastou o americano distribuir melhor o jogo para que o time paranaense entrasse de vez no jogo. No último quarto, o cansaço bateu forte Paulistano.

A vantagem, que chegou a ser de 10 pontos, foi caindo, bem como o nível de atenção e de execução. Na última bola do tempo regulamentar, Pajé ficou livre e forçou a primeira prorrogação.

Tempos extras

A equipe paulista sentiu o golpe. O time já não girava mais a bola no ataque e foi sufocada pela marcação do Campo Mourão. De novo em vantagem, o Paulistano deu a chance do adversário forçar a prorrogação na última bola. Cook não vacilou, fez os dois lances livres e o jogo foi para a segunda prorrogação.

Mais uma vez, o Paulistano saiu na frente, principalmente por causa de Maique, que dominou o garrafão e foi muito bem nos lances livres. Jimmy também foi fundamental com uma bola de três. Fora o toco de Cauê Borges, que esfriou o ímpeto do adversário.

Só que o time de Campo Mourão teve, pela terceira vez, a chance de empatar e manter a partida viva. Mas Cook forçou o contato, chamou a falta que não veio e decretou a derrota do time paranaense.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

Mais em Basquete