Siga o OTD

Damiris com a seleção de basquete feminino que vai disputar o Pré-Olímpico Mundial

Basquete

Damiris chega à Sérvia visando preparação para o Pré-Olímpico

Ala/pivô engrossa treinamentos na Sérvia visando Pré-Olímpico Mundial valendo três vagas em Tóquio 2020

(Reprodução/CBB)

Damiris chega à Sérvia visando preparação para o Pré-Olímpico

A seleção de basquete feminino treinou pela segunda vez na Sérvia nesta quarta-feira (29), na reta final de preparação para o Pré-Olímpico Mundial de Bourges, na França. E contou com a chegada da ala/pivô Damiris.

Com isso, a jogadora do Busan, da Coreia do Sul, passa a integrar os treinos na cidade de Belgrado e deve participar do amistoso contra a seleção da casa, na segunda-feira (3).

Apesar de sua equipe ser a pior da liga sul-coreana, Damiris é a segunda maior pontuadora do campeonato, apenas um ponto atrás da primeira, Kayla Thornton, nascida nos EUA: 423 a 422. A brasileira tem média de 20,1 pontos por jogo contra 20,14 da adversária que defende o líder do torneio.

Muito produtivo

O Brasil estreia no Pré-Olímpico Mundial de Bourges no dia 6 de fevereiro, contra Porto Rico, às 14h. O técnico José Neto destacou a importância desses dias em Belgrado antes da viagem em definitivo para a França.

“É muito importante por vários aspectos. Chegamos mais próximos do local onde vamos jogar na Europa. Vamos fazer um amistoso contra a Sérvia, que foi bem no Europeu, vai brigar por vaga na Olimpíada, e joga de forma próxima com equipes como França e Austrália, que vamos enfrentar no Pré-Olímpico. É importante para sabermos como nosso jogo se encaixa contra elas”, afirmou o treinador.

A seleção brasileira enfrenta as francesas no dia 8 e as australianas no dia 9. O Pré-Olímpico de Bourges dá três vagas em Tóquio 2020.

+ Após longa viagem, seleção feminina faz primeiro treino

O grupo comandando pelo técnico José Neto tem 13 jogadoras. As novidades ficam por conta da pivô Carolina e da armadora Alana. Lesionada, a pivô Nádia Colhado não pôde participar dessa etapa de treinos, assim como a pivô Stephanie Soares, com compromissos universitários nos Estados Unidos.

+ Siga o OTD no Twitter

A seleção de basquete feminino vem numa crescente. O Brasil conquistou os Jogos Pan-Americanos de Lima 2019, quebrando um jejum que vinha desde 1991. Depois, foi bronze na AmeriCup, fazendo ótimos jogos contra Canadá e Estados Unidos. Por último, venceu Argentina e Colômbia no Pré-Olímpico das Américas para se classificar para o Pré-Olímpico Mundial.

Mais em Basquete