Siga o OTD

Basquete

Uninassau bate recorde e vence São Bernardo na LBF

Implacável, Uninassau/Cabo de Santo Agostinho registra a maior pontuação da temporada na vitória sobre o Instituto Brazolin/São Bernardo/Unip com recorde histórico de Fabi

Robson Neves

Uninassau bate recorde e vence São Bernardo na LBF

Em sua melhor atuação na temporada, a Uninassau/Cabo de Santo Agostinho não tomou conhecimento de um desfalcado Instituto Brazolin/São Bernardo/Unip e registrou a maior pontuação da LBF 2019 na vitória por 104 a 61 no ginásio Wilson Campos, no Recife (PE).

A equipe pernambucana bateu os 102 pontos anotados pelo SESI Araraquara em 25 de maio e de quebra teve Fabi, MVP da Partida, estabelecendo novo recorde de bolas de três da história da LBF.

A pivô veio do banco e converteu incríveis 8 bolas do perímetro, quebrando o recorde anterior (7) que havia sido registrado pela primeira vez em 2012 por Karla (Americana) e repetido outras duas vezes em 2018, com Erika (Santo André/Apaba) e Macarena D’Urso (Presidente Venceslau). A atuação da MVP também registrou um duplo-duplo de 26 pontos (outro recorde pessoal) e 10 rebotes, 61,9% de eficiência nos arremessos gerais, 4 bolas roubadas e eficiência 31.

+CONFIRA A TABELA DA LBF 2019

“Isso aconteceu porque o time jogou junto e distribuiu as melhores bolas. O Roberto (Dornelas) confia bastante nessa minha qualidade do chute (de três), ele está sempre me motivando e o time também. Só tenho a agradecer”, disse Fabi.

Muito bem coletivamente, o elenco da Nassau também recebeu boas contribuições de Thaissa (17 pontos e 7 assistências), Starling (15 pontos), Érika (14 pontos), Leila (14 pontos) e da campeã de habilidades do Jogo das Estrelas, Casanova (10 assistências).

Com a rotação limitada por lesões, o grande destaque da equipe paulista foi a armadora Larissa, cestinha da equipe na temporada e na partida com 22 pontos e 6 bolas de três convertidas, novos recordes pessoais. Dominick teve 13 pontos e Beatriz 11, vinda do banco (outro recorde pessoal da ex-Uninassau). A equipe não contou com Sosô, poupada com dores musculares, além dos já conhecidos desfalques de Milena e Jennifer.

“Nós sabemos das nossas dificuldades. Infelizmente, desde o começo do campeonato, nosso elenco sofre com desfalques, e isso dificulta nosso trabalho. Uninassau está de parabéns, vem fazendo um ótimo campeonato. A gente tentou fazer o nosso melhor, jogando com sete, e perdemos mais uma”, lamentou Larissa.

A equipe do ABC paulista tem apenas 3 vitórias em 17 jogos e se vê ameaçada pelo Pró-Esporte/Sorocaba, que também disputa a última vaga para os playoffs.

A estratégia de Roberto Dornelas de vencer a equipe paulista por um saldo maior que o da vitória do adversário no primeiro turno (18 pontos, 78×60) foi praticada desde o início, com a Uninassau dominando as ações no primeiro quarto vencido por 26 a 10. As pernambucanas vieram ainda mais avassaladoras no segundo quarto, fazendo parcial 31-13 com quase 61% de aproveitamento geral.

A equipe seguiu aproveitando a fragilidade defensiva são-bernardense no segundo tempo, com Fabi convertendo 3 bolas de fora no terceiro período vencido por 23-17. Nova vitória parcial no quarto derradeiro e o recorde da temporada veio com cinco pontos seguidos de Thaissa nos segundos finais para selar a vitória.

Próximos jogos: A Uninassau/Cabo de Santo Agostinho terá o líder Vera Cruz Campinas no dia 25 (19h), fora de casa. Já o Instituto Brazolin/São Bernardo/Unip vai encerrar sua participação na fase de classificação precisando vencer o SESI Araraquara no dia 27 (19h) para se garantir nos playoffs. Ambos os jogos terão transmissão pela LBF LIVE, plataforma online da LBF gerenciada pela TV NSports.

Mais em Basquete