Siga o OTD

Atletismo

Velocistas são a principal atração no Grande Prêmio Brasil 2020

Liderados por Paulo André de Oliveira e Rodrigo Nascimento, os brasileiros buscam bons resultados na prova dos 100 m em mais uma edição da competição

Paulo André - Atletismo - Tóquio 2020 - Usain Bolt
Com Paulo André em destaque, velocistas chegam forte para o GP Brasil (Instagram/iampauloandre)

O Brasil será bem representado na prova dos 100 m masculino do Grande Prêmio de Atletismo, marcado para o dia 6 de dezembro, no COTP (Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa), em São Paulo.

Quatro atletas confirmados nos 100 m: Paulo André Camilo de Oliveira (Pinheiros-SP), Rodrigo Nascimento (Associação Desportiva Pé de Asa-MA), Felipe Bardi dos Santos (SESI-SP) e Aldemir Gomes Junior (Pinheiros-SP).

Paulo André e Rodrigo Nascimento integraram a equipe medalha de ouro no Mundial de Revezamentos de Yokohama, no Japão, e nos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru, além de 4º lugar no Mundial de Doha de atletismo, no Catar – todas as competições em 2019.

O Grande Prêmio Brasil de atletismo não terá presença do público, em função dos protocolos de combate à contaminação da Covid-19.

Atletismo Revezamento 4x100 m Erica Sena Medalha Tóquio grande prêmio brasil atletismo
Revezamento brasileiro foi ouro no Mundial da modalidade (Wagner Carmo/CBAt)

O favorito

Tricampeão do Troféu Brasil, o paulista Paulo André, radicado em Vila Velha, no Espírito Santo, ocupa o terceiro lugar no ranking sul-americano de todos os tempos, com 10s02 (-0.3), ratificado em 2019 em Azusa, Estados Unidos.

Por causa da pandemia da Covid-19, Paulo André não competiu ainda este ano. Manteve-se em treinamento em sua cidade, com seu pai Carlos Camilo.

“Não fizemos uma preparação específica para o GP este ano e ele vai correr como puder. Voltamos para o treinamento de base, de olho nos Jogos Olímpicos de Tóquio, e ele só deve começar a competir de novo, depois do Troféu Brasil, em abril de 2021”, disse Camilo, ex-velocista.

Paulo André, de 22 anos, venceu os 100 m do GP Brasil de 2018 (no ano passado a prova não foi disputada), com 10s14 (0.6), em Bragança Paulista (SP). Entre seus vários títulos estão o de campeão mundial universitário dos 100 m e dos 200 m, em Napoli, Itália, em 2019.

As outras feras

O catarinense Rodrigo Nascimento será outro destaque. Campeão sul-americano em Lima-2019, ele venceu recentemente os 100 m do Troféu Norte-Nordeste Caixa, no Recife, com 10s44 (1.6), defendendo a ADPA do Maranhão. “O objetivo é ir bem, estou bem preparado”, disse Rodrigo, de 26 anos. “Ele vai buscar a melhor marca pessoal”, lembrou o treinador Victor Fernandes, referindo-se aos 10s10 (0.0), obtidos no ano passado, em São Paulo.

Paulo André e Rodrigo participaram do Camping Internacional Caixa de Treinamento Missão Europa, do Comitê Olímpico do Brasil (COB), em setembro, na cidade de Rio Maior, Portugal.

O paulista Felipe Bardi dos Santos (SESI-SP) também está confirmado. Líder do ranking brasileiro da prova de 2020, com 10s31 (-0.9), ele quer se firmar entre os melhores velocistas do País. “Estou muito bem e focado para o GP, uma competição especial. Afinal é a última antes do Troféu Brasil”, afirmou. “Quero fazer uma marca boa, já pensando na janela para obtenção dos índices olímpicos, que abrirá no dia 1º de dezembro”, concluiu.

Já o carioca Aldemir Gomes Junior é pentacampeão dos 200 m no Troféu Brasil e eventualmente integra os revezamentos 4×100 m e 4×400 m. Para a treinadora Vania Maria Valentino, a meta está sendo se adaptar às difíceis circunstâncias deste ano.

“O Aldemir é muito comprometido com os treinos, com o trabalho e busca sempre superar as dificuldades, que ora ou outra aparecem” observou. Aldemir lidera o ranking nacional dos 200 m, com 20s97 (-3.1), obtidos no dia 18 de novembro.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

Os desafiantes

Outros quatro estrangeiros completam o grupo de largada nos 100 m do Grande Prêmio Brasil de atletismo. O jamaicano Odean Skeen, que tem 9s98 (2.0), como recorde pessoal, o dominicano Yancarlos Martinez (10s14), o turco Emre Zafer Barnes (10s08) e o colombiano Diego Palomeque (10s17).

O recorde dos 100 m no Grande Prêmio é de Daniel Bailey, da Antigua & Barbuda, com 9.99 (-0.3), desde 2009, marca alcançada no Estádio Olímpico do Pará, em Belém.

APOIE O OLIMPÍADA TODO DIA

Desde setembro de 2016, o Olimpíada Todo Dia não deixa você ter saudade dos Jogos nunca. É o único veículo de comunicação que todos os dias traz a trajetória dos atletas olímpicos e paralímpicos, combatendo a monocultura do futebol e na busca de ajudar a mudar a cultura esportiva do Brasil. Gosta do nosso trabalho? Nos apoie! Faça um pix para [email protected]

Outra alternativa para nos apoiar é usando o cupom OTD em compras na Centauro. Com o cupom, você ganha 10% de desconto na compra de equipamentos esportivos e parte do valor será revertido para o Olimpíada Todo Dia. Vale lembrar que os descontos não são cumulativos. Se alguma peça já estiver em oferta, você não conseguirá aumentar o desconto, mas se colocar o cupom OTD, parte do valor vai ajudar o portal do mesmo jeito. Você pode comprar também pela vitrine do OTD no site das Centauro.

Mais em Atletismo