Siga o OTD

Atletismo

Elegância, velocidade, recordes e um feito inigualável

Dono de quatro medalhas de ouro olímpicas, Michael Johnson é o único homem da história a ganhar os 200 m e os 400 m rasos na mesma Olimpíada

Michael Johnson
Michael Johnson venceu os 200 m e 400 m rasos nos Jogos Olímpicos de Atlanta-1996 (PPP)

Michael Johnson é considerado um dos maiores corredores da história do atletismo. Tinha um jeito elegante de correr com a postura ereta e passadas curtas e rápidas. Era fácil identificá-lo na pista e não era só pelo estilo. O atleta dos Estados Unidos faturou quatro medalhas de ouro olímpicas e oito mundiais. Além disso, foi o único homem da história a vencer os 200 m e os 400 m rasos na mesma Olimpíada, feito conquistado em Atlanta-1996.

A estreia de Michael Johnson nos Jogos Olímpicos aconteceu em Barcelona-1992. Um ano antes, ele havia ganho a medalha de ouro nos 200 m rasos, chegando com uma vantagem incomum para uma prova tão curta, 0,33s, a frente de Frank Freddericks, da Namíbia, que ficou com a medalha de prata.

O resultado colocava Michael Johnson como favorito em Barcelona, mas o americano teve uma intoxicação alimentar duas semanas antes dos Jogos, que o fez perder força e peso. O americano não conseguiu se recuperar a tempo de competir bem e acabou eliminado na semifinal dos 200 m ao cruzar a linha de chegada em sexto lugar de sua bateria. Apesar do resultado abaixo do esperado, o atleta não saiu da Catalunha de mãos abanando. Ele participou do revezamento 4 x 400 m rasos e conquistou a medalha de ouro com a equipe dos Estados Unidos.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NOINSTAGRAM E NO FACEBOOK

Recuperado, Michael Johnson voltou a brilhar nos anos seguintes. Em 1993, foi campeão mundial dos 400 m rasos e do revezamento 4 x 400 m rasos. Dois anos depois, ganhou três medalhas de ouro em Gotemburgo: 200 m, 400 m e 4 x 400 m.

Quando o ano de 1996 chegou, Michael Johnson estava em plena forma. Ao 29 anos, quebrou o recorde mundial dos 200 m, que pertencia ao italiano Pietro Mennea desde 1979. A marca de 19,66 s, seis centésimos mais rápido do que o corredor europeu, foi conquistada na seletiva americana para os Jogos Olímpicos.

Michael Johnson tinha um estilo único de correr: corpo ereto e passadas curtas e rápidas

Nas finais olímpicas, Michael Johson correu com uma chamativa sapatilha dourada que o levou ao feito de vencer os 200 m e os 400 m na mesma Olimpíada. Até hoje, ele é o único homem a conseguir essa dupla vitória. No feminino, Valerie Brisco-Hooks, em Los Angeles-1984, e Marie-José Pérec, também em Atlanta-1992, vecenram as duas provas.

Em 29 de julho, Michael Johnson conquistou facilmente o título olímpico dos 400 m com um tempo recorde olímpico de 43,49 s, 0,92 s à frente do medalhista de prata Roger Black, da Grã-Bretanha. Na final dos 200 m em 1º de agosto, ele voltou a quebrar o recorde mundial ao cravar de 19,32 s, quebrando por mais de três décimos o recorde anterior, que ele havia estabelecido meses antes. Foi a maior melhoria já feita em um recorde mundial de 200 m.

Michael Johnson permaneceu como recordista mundial dos 200 m por 12 anos. A marca dele só foi quebrada em Pequim-2008 por Usain Bolt, que fez 19,30 s, e depois, em 2009, baixou ainda mais o tempo para 19,19 s.

No incrível desempenho que teve nos 200 m rasos, Michael Johnson teve uma pequena distensão na coxa, que o impediu de correr a final do revezamento 4 x 400 m, o impedindo de conquistar sua terceira medalha de ouro em Atlanta-1996.

Em 1997 e 1999, Michael Johnson voltou a ser campeão mundial dos 400 m rasos e com 33 anos, em Sydney-2000, encerrou sua trajetória olímpica com mais um ouro na prova. O americano chegou a colocar no peito também a medalha dourada no revezamento 4 x 400 m, mas a perdeu depois que os companheiros Antonio Pettigrew e Jerome Young foram desclassificados por doping.

A conquista do ouro dos 400 m, aos 33 anos e 12 dias de idade, o tornou o mais velho medalhista de ouro olímpico em qualquer prova de atletismo inferior a 5.000 m.

Mais em Atletismo