Siga o OTD

Giovana Rosália Marcos Vieira CBAt

Atletismo

Giovana Rosália busca confirmar o potencial nos 400 m rasos

Atleta foi destaque no Mundial Sub-18 no Quênia, ganhando bronze nos 400 m e integrando a equipe do revezamento misto 4×400 m que foi ouro

Giovana Rosália é o destaque dos 400 m (Marcos Vieira CBAt)

Giovana Rosália busca confirmar o potencial nos 400 m rasos

Uma das maiores esperanças do país nos 400 m rasos. Assim é definida Giovana Rosália pela CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo). Prestes a completar 20 anos, a atleta já tem uma medalha de bronze em mundiais de base na prova e em 2019 fez a melhor marca da vida. 

Giovana Rosália começou a chamar a atenção em 2017. Na disputa do Campeonato Mundial Sub-18, no Estádio Kasarani, em Nairóbi, no Quênia, a atleta conseguiu a marca de 53s57, quebrou o recorde brasileiro da categoria, e subiu ao pódio com a medalha de bronze. 

Giovana Rosália TrofŽu Brasil de Atletismo 2017 - ©Wagner Carmo/CBAt
Giovana Rosália no Brasileiro de 2017 (Wagner Carmo/CBAt)

+ Paulo André e Núbia Soares querem fazer história em Tóquio

Na sequência, integrou a equipe do revezamento misto 4 x 400 m medalha de ouro, com 3min21s71. A equipe teve ainda Jéssica Vitória Moreira. Bruno Benedito da Silva e Alison dos Santos, que hoje é um dos principais atletas do País.

No ano seguinte, Giovana Rosália foi semifinalista do Campeonato Mundial Sub-20 de Tampere, na Finlândia. No Grande Prêmio Brasil de atletismo de 2019, Giovana conseguiu a melhor marca de sua vida. Com 53s38, a corredora terminou a competição com a medalha de prata. Com a sequência de resultados nos últimos anos, mesmo com o coronavírus, a brasileira não tem metas baixas para a temporada. 

Giovana Rosália TrofŽu Brasil Caixa de Atletismo 2017 - ©Wagner Carmo/CBAt
Giovana é a grande promessa dos 400 m rasos feminino brasileiro (Wagner Carmo/CBAt)

“Nosso objetivo este ano é tirar alguma coisa boa de algo ruim e correr a melhor marca da vida. Quero lutar por um bom resultado no Troféu Brasil de Atletismo, em dezembro.”

+ Após doping, Andressa pode dar volta por cima em Tóquio

Lesão na última temporada 

Apesar do bom resultado no GP Brasil de Atletismo, a última temporada de Giovana Rosália não foi como o planejado. A atleta dos 400 m teve uma lesão no tendão calcâneo e ficou afastada das pistas por parte da temporada, perdendo o Sul-Americano de Lima, Peru, e do Pan-Americano de San José, Costa Rica, ambos na categoria sub-20.

Giovana Rosália
Atleta já defendeu o Brasil em competições de base (Eder Mota/CBAt)

“Agora, estou 100% recuperada, conciliando os treinos improvisados com o retorno à pista aos poucos para não perder muito o condicionamento físico”.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

“Ela está muito bem, tinha tudo para bater o recorde pessoal, mas infelizmente tudo parou por causa da pandemia. Ela treinou em casa, na rua e num campo e agora reinicia a preparação específica na pista da UNESP. Agora temos de aguardar para ver quando pode voltar a competir”, finalizou Inaldo Sena, técnico de Giovana.

Mais em Atletismo