Siga o OTD

Atletismo

Brasil consegue vaga em três finais no Mundial de Doha

Alison Brandom e Thiago Braz foram os destaques do Brasil no Mundial. Hoje ainda tem Elianay Pereira na marcha atlética

Thiago Braz, do salto com vara
Thiago Braz foi o segundo melhor do dia no salto com vara (Wagner Carmo/CBAt)

O Brasil conquistou classificação para três finais do Mundial de atletismo de Doha neste sábado (28), segundo dia de disputas no Catar. Alison Brandom, no 400 metros com barreiras, Thiago Braz e Augusto Dutra, no salto com vara, e o time do revezamento 4×400 misto vão para a disputa de medalha.

Também neste sábado, Elianay Pereira competiu na marcha atlética feminina e fechou com o 16º lugar, finalizando a prova em 5h11min26. Paulo André, nos 100 metros rasos masculino, e Vitória Cristina e Rosângela Santos, nos 100 metros rasos feminino, não avançaram.

Alison Brandom foi o grande nome do dia, ao conquistar uma vaga para a final dos 400m com barreiras. Ele venceu a primeira bateria semifinal fazendo 48s35, seu melhor tempo na carreira e novo recorde sul-americano. Foi, ainda, o segundo melhor tempo das semifinais atrás apenas dos 48s28 do norueguês Karsten Warholm, campeão mundial da prova em 2017 e líder do ranking mundial há 28 semanas. A final será às 16h40 (Brasília) de segunda (30).

Alison Brandom, dos 400m com barreira

Alison Brandom, dos 400m com barreira (Wagner Carmo/CBAt)

Outro destaque foi no salto com vara. Thiago Braz, atual campeão olímpico, teve um dia quase impecável. Passou pelos 5m45, 5m60 e 5m70 logo no primeiro salto e, pelos 5m75, no segundo. Foi o segundo melhor desempenho do dia na modalidade, garantido ao brasileiro sua primeira final em mundiais. Augusto Dutra chegou até os 5m70 e ficou com o 10º melhor posto. Os doze melhores passaram e a disputa por medalhas será na terça (1º), às 14h05.

No revezamento 4×400 metros rasos misto o time formado por Anderson Freitas, Tiffani Marinho, Geisa Coutinho e Lucas Carvalho, nesta ordem, conquistou a vaga. A equipe passou em segundo lugar na segunda semifinal com 3min16s12, recorde continental. Apenas os dois primeiros de cada bateria passaram direto para a final, marcada para às 16h35 de domingo (29).

Brasil nos 100m rasos no Mundial de Atletismo

Paulo André também disputou semifinal, dos 100 metros rasos, mas não conseguiu passar para a final. Fechou a primeira bateria em quarto lugar, só os dois passavam, com 10s14, insuficiente para a classificação por tempo.

+ Inscreva-se em nosso canal no YouTube

As mulheres abriram o dia para o Brasil no Mundial de Atletismo de Doha. Vitória Cristina e Rosângela Santos disputaram, respectivamente, a quinta e a sexta baterias eliminatórias dos 100 metros rasos e nenhuma conseguiu avançar. Rosângela chegou perto. Marcou 11s32 e ficou apenas um centésimo acima do último tempo que passou para a semifinal. Vitória Cristina marcou 11s41.

Mais em Atletismo