Siga o OTD

Tóquio 2020

“Melhor notícia para o cenário atual”, diz Phelipe Rodrigues

Em entrevista exclusiva, Phelipe Rodrigues comenta adiamento dos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020 e fala sobre a rotina de “férias forçadas”

Caio Poltronieri / Olimpíada Todo Dia

Grande destaque do Brasil no Parapan-Americano de Lima 2019, o nadador Phelipe Rodrigues foi acordado no susto com a notícia do adiamento dos Jogos Paralímpicos e admite o alívio da decisão, em entrevista exclusiva no instagram do OTD.

“A gente como atleta de alto rendimento, a gente quer sempre competindo, independente da dificuldade que seja ou o que for. O mundo pode estar caindo, mas a gente quer competir e treinar. E a nossa parte de cidadão acaba pensando no bem maior. Pensar no próximo. Melhor notícia para o cenário atual”.

+ INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL NO YOUTUBE

No início, Phelipe conseguia treinar em seu próprio condomínio. Agora, com a determinação do estado de São Paulo tudo está fechado e com a notícia vieram as férias forçadas: “Contato com a água só se eu comprasse uma inflável e enchesse pra colocar na varanda pra ficar batendo água. Mas fora isso a gente está tendo que tomar muito cuidado com a questão da dieta. A gente não está tendo gasto calórico e estávamos em polimento para o Open, que seria essa semana. Agora é circuito, abdominal, manter a questão motivacional”.

Não existe dúvidas que a parte mais difícil do momento é manter a parte mental segundo Phelipe Rodrigues: “Porque a gente tinha a indecisão. Umas férias que não eram programadas, mas vamos adaptar. Logo depois, quando a pandemia passar a gente vai voltar com 200, 300% mais focados ainda para poder representar o Brasil nos Jogos Paralímpicos”.

Natural de Recife, Pernambuco, Phelipe Rodrigues ficou em São Paulo, onde mora atualmente, para evitar qualquer tipo de transmissão do coronavírus à família, tendo em vista que viajou ao exterior e o epicentro no Brasil é São Paulo. Em casa, tem ajudado como pode a plantar o bem, como gosta de dizer. Criou desafios felizes nas redes relacionados a água e tem compartilhado a rotina de treinos e jogos online.

“Férias trancado em casa, né? Porque eu costumo nas férias praticar wind e kitesurfe”, brinca. “Estou com muita saúde aqui, mas a gente nunca sabe o caminho. Então todo cuidado é pouco para não se alastrar”, diz Phelipe.

Os índices para os Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020 estão abertos e todo o calendário da natação ainda será redefinido devido as competições canceladas ou adiadas.

Mais em Tóquio 2020