Siga o OTD

Pan 2019

Paola Reis e Anderson Ezequiel conquistam a prata no BMX

Washington Alves/COB

A participação do Brasil no Ciclismo BMX rendeu duas medalhas de prata para o país. No feminino, Paola Reis ficou atrás apenas da bicampeã olímpica Mariana Pajón, que conquistou o ouro. Outra brasileira na prova, Priscilla Stevaux terminou na quarta colocação. No masculino, Anderson Ezequiel, o Andinho, ficou em segundo lugar, atrás apenas do equatoriano Alfredo Campo, que subiu no lugar mais alto do pódio. Renato Rezende, que esteve nos dois últimos Jogos Olímpicos, acabou em quarto.

Foi a primeira vez na história que o Brasil conquistou duas medalhas numa mesma edição de Jogos Pan-Americanos. Antes, o único pódio brasileiro tinha acontecido em 2007, no Rio de Janeiro, com Ana Paula Sgobin. Esta foi apenas a quarta vez que a modalidade esteve presente no programa do evento.

A competição contou com 23 atletas no masculino e 14 no feminino. Por conta disso, a prova dos homens começou nas quartas de final. Depois de três rodadas eliminatórias, os 16 melhores, quatro de cada série, avançaram para a semifinal, que contou com 16 atletas. Renato Rezende e Anderson Ezequiel se classificaram sem grandes problemas para a etapa seguinte.

A disputa feminina já começou direto na semifinal, como sete atletas em cada bateria. Depois de três rodadas, as quatro melhores de cada uma avançava para a decisão. Paola Reis mostrou logo de cara que estava em Lima para brigar pelas primeiras colocações. Depois de ficar em segundo ao ser superada pela venezuelana Stefany Hernandez na primeira corrida, ela venceu as outras duas e se classificou para a final com a melhor campanha da série.


Na outra bateria, Priscilla Stevaux tinha a companhia da campeã olímpica Mariana Pajón. A brasileira foi muito bem nas três rodadas, com grande diferença em relação às outras competidoras, mas sempre atrás da colombiana, classificando-se também sem problemas para a final.

No masculino, os dois brasileiros ficaram na mesma série na semifinal. O equatoriano Alfredo Campo venceu as três rodadas, mas Renato Rezende ficou com o segundo melhor desempenho e Andinho com o quarto. Com isso, todos os atletas do país estavam classificados para a disputa de medalhas dos Jogos Pan-Americanos.

A primeira final foi a feminina. Logo na largada, Mariana Pajón pulou na liderança, seguida por Stefany Hernández e Priscilla Stevaux. Paola Reis saiu em quarto, mas foi se recuperando. Ela ultrapassou a compatriota e depois a venezuelana. Ficou faltando só a campeã olímpica, que comemorou a segunda medalha de ouro de sua carreira nos Jogos Pan-Americanos, enquanto a brasileira ficou com a prata. Já Priscilla Stevaux terminou em quarto lugar, apenas 16 centésimos atrás de Hernández.

A final masculina foi mais disputada. Um acidente logo de cara deixou fora da disputa o argentino Gonzalo Molina, o colombiano Carlos Ramírez e o venezuelano Jefferson Milano. Anderson Ezequiel e Renato Rezente estiveram o tempo todo na briga pelas primeiras colocações, mas Afredo Campo conseguiu desgarrar para cruzar a linha de chegada em primeiro lugar e conquistar a medalha de ouro.

Anderson Ezequiel ficou com a medalha de prata e Renato Rezende, por muito pouco, não ficou com o bronze, mas não conseguiu alcançar na reta final o terceiro colocado Federico Villegas, da Argentina, e terminou na quarta colocação.

Mais em Pan 2019