Siga o OTD

Beisebol

Américas terão dois representantes em Tóquio 2020

Foto: Divulgação / WBSC

A World Baseball Softball Confederation (WBSC) alterou o sistema de classificação para a próxima edição dos Jogos Olímpicos, que serão realizados em Tóquio 2020

A World Baseball Softball Confederation (WBSC) anunciou o novo sistema de classificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. A novidade já foi aprovada pelo Comitê Olímpico Internacional (COI). Em Tóquio 2020, serão seis times de beisebol e seis de softbol disputando as medalhas olímpicas.

As federações afiliadas e membros da WBSC poderão se classificar para os Jogos apenas pelos oito torneios internacionais organizados pela federação. Serão quatro torneios para o beisebol e quatro para o softbol.

“Os oito torneios para se classificar para Tóquio 2020 prometem alguns dos mais empolgantes e significativos jogos de beisebol e softbol já vistos”, afirmou o presidente da WBSC Riccardo Fraccari. “Como o maior esporte no Japão, o retorno histórico do beisebol e do softbol às Olimpíadas deve gerar muito movimento e ser uma experiência mágica para os atletas e espectadores, então podemos esperar que milhões de pessoas pelo mundo têm Tóquio 2020 como objetivo e farão o que puderem para participar”, concluiu.

Vagas no beisebol

Serão duas vagas para a disputa do WBSC flaship Premier12, que será disputado em novembro de 2019. O torneio entre as 12 melhores nações do ranking do beisebol dará uma vaga ao melhor qualificado das Américas e da Ásia/Oceania, exceto o Japão, que entram direto nas Olimpíadas sem passar pelas qualificatórias.

As eliminatórias olímpicas das Américas darão outra vaga para Tóquio 2020. A competição terá oito times e contará com a participação de todos os americanos que não se classificarem no Premier12, além dos melhores do Pan-Americano de Lima 2019 para completar o número de equipes.

O segundo e o terceiro melhores das eliminatórias das Américas disputam o qualifier intercontinental contra o segundo colocado da África/Europa, os dois melhores ainda não classificados da Ásia e o vencedor da Oceania.

Vagas no softbol

A primeira chance de disputar o softbol nos Jogos Olímpicos será do Campeonato Mundial de Softbol Feminino da WBSC. O primeiro colocado garante a vaga sem precisar disputar as eliminatórias. Já o Japão tem vaga garantida por ser o país-sede.

Para os americanos, as eliminatórias contarão com, no máximo, 16 times. O vencedor e o segundo colocado garantem vagas para os Jogos de Tóquio 2020. As seleções que disputarão o torneio serão as melhores qualificadas no Pan-Americano de 2019.

Mais em Beisebol