Siga o OTD

Brasil e França - Liga das Nações masculina

Vôlei

Brasil dá o troco na França e faz final inédita na Liga das Nações

Com atuação de gala, Brasil dá o troco na França e avança pela primeira vez à final da Liga das Nações masculina

(Divulgação/FIVB)

Brasil dá o troco na França e faz final inédita na Liga das Nações

O Brasil está na final da Liga das Nações masculina! Na manhã deste sábado (26), a seleção brasileira encarou a França na primeira semifinal da competição, deu o troco, após a derrota no jogaço da primeira fase, e venceu os adversários com uma atuação de gala por 3 sets a 0 (25/20, 25/18 e 25/19).

Esta é a terceira vez consecutiva que o Brasil chega à fase final da Liga das Nações masculina, mas é a primeira que a seleção avança à grande final, depois ficar em quarto lugar nas últimas duas edições da competição. Assim, o time vai em busca do título inédito no último compromisso antes de Tóquio 2020.

+Veja tabela completa da Liga das Nações masculina

Agora, o Brasil espera a definição de seu adversário na grande final, que sai da segunda semifinal entre Polônia e Eslovênia. O duelo acontece ainda neste sábado (26), às 10h (de Brasília). Já a decisão está marcada para este domingo (27), também às 10h (de Brasília), e você acompanha no Olimpíada Todo Dia.

Leal foi o grande nome do jogo, comandando o ataque brasileiro com 20 pontos. Wallace também foi peça importante, anotando 13. Vale destacar que Isac sentiu uma lesão ainda no primeiro set, precisou deixar a quadra, mas ao que tudo indica, não é nada grave.

Por fim, este foi o quinto encontro entre Brasil e França em edições de Liga das Nações e apenas a segunda vitória verde e amarela. Além disso, vale lembrar que as equipes estão no mesmo grupo nos Jogos Olímpico de Tóquio 2020.

O jogo

A seleção foi à quadra com: Bruninho, Wallace, Lucarelli, Maurício Souza, Leal, Isac e Thales. E o Brasil começou com tudo, com Leal e Wallace brilhando no ataque e já abrindo quatro pontos de frente logo de cara. A França tentava reagir, mas o time brasileiro de mantinha muito sólido, com as jogadas bem encaixadas. No meio da parcial, entretanto, Isac sentiu uma lesão e precisou deixar a quadra. O Brasil, então, se desconcentrou e deixou os franceses encostarem no placar, mas logo se recuperou, abriu vantagem e fechou a parcial.

Depois de um começo equilibrado no segundo set, a seleção brasileira aumentou o ritmo do jogo e passou, novamente, a dominar as ações e abrir vantagem, liderada por uma atuação brilhante de Leal. Desta vez, os franceses tiveram mais dificuldade em reagir e tirar a diferença no marcador. Eles ainda tentaram no final da parcial, mas com o elenco muito bem encaixado, o Brasil barrou qualquer tipo de ímpeto dos adversários e abriu 2 a 0.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

Já o terceiro set começou bem mais parelho e, desta vez, o equilíbrio se manteve por mais tempo. Mas, na metade da parcial, o Brasil se impôs, novamente com Leal muito bem nas bolas de ataque e Maurício Souza sendo destaque no bloqueio, e passou a ditar o ritmo da partida, construindo vantagem mais confortável no placar. A França, por sua vez, se viu pressionada e tinha dificuldade de reagir o suficiente para virar o jogo. A seleção, então, administrou a vantagem, encaminhando a vitória e a vaga na final, fechando o jogo em passagem excelente de Leal no saque.

REVEJA: BRASIL E FRANÇA – SEMIFINAL DA LIGA DAS NAÇÕES MASCULINA

Mais em Vôlei