Siga o OTD

Vôlei

Tandara faz 23 pontos e Osasco vence 1º jogo da final do Paulista

Oposta resolve no fim e time abre 1 a 0 na final do estadual contra o Sesi Bauru

Osasco x Sesi Bauru - Paulista feminino de Vôlei 2020
Com Tandara resolvendo, time vence a primeira partida da final por 3 sets a 2 (João Pires/Fotojump)

Na primeira partida pela final do Paulista feminino de vôlei de 2020 deu Osasco. Jogando no José Liberatti, o time venceu o Sesi Bauru por 3 sets a 2, com parciais de 25/15, 21/25, 25/18, 18/25 e 16/14. O destaque do duelo foi a oposta Tandara, com 23 bolas no chão.

Com o resultado, o Osasco chega para a segunda partida da final do Paulista feminino de vôlei precisando vencer o o jogo. Já o Sesi Bauru joga em seu ginásio precisando triunfar na partida e vencer o golden set para ficar com o título estadual. O duelo acontece na próxima terça-feira (20).

+VEJA A TABELA DO CAMPEONATO PAULISTA DE VÔLEI FEMININO

O jogo

No primeiro set de partida, o Osasco foi melhor no sistema defensivo e, somado aos erros das adversárias, abriu 6 a 2 no placar, forçando o pedido de tempo. Na volta, o Sesi Bauru aumentou o volume de jogo e conseguiu cortar a diferença para três pontos, com 17 a 14. Entretanto, na reta final, as donas da casa voltaram a atuar melhor e em um ataque de Tandara fechou em 25 a 15.

Na segunda parcial, o Bauru cresceu no saque e abriu 8 a 4 nos primeiros pontos e o tempo foi pedido. Na volta, o Osasco melhorou e cortou a diferença para apenas um ponto, com 12 a 11. Porém, na sequência, o Sesi voltou a aproveitar as oportunidades e, em um bloqueio e um ace, colocou a vantagem em 17 a 13. No momento de definição, a diferença caiu para três pontos, com 22 a 19, e o time do interior parou o jogo. 

+ SIGA O OTD NO FACEBOOKINSTAGRAMTWITTER E YOUTUBE

Na volta do tempo, o Osasco aproveitou de um erro de ataque e de um bloqueio e deixou a desvantagem em apenas um ponto, com 22 a 21. Contudo, nos pontos finais, o time da casa errou mais do que podia e acabou sendo derrotado por 25 a 21. 

No terceiro set, os dois times mantiveram a igualdade até o oitavo ponto, quando as donas da casa assumiram o placar. Com dois bloqueios seguidos e um erro de ataque das adversária, o Osasco fez 9 a 6 e o jogo parou. Na volta, o Sesi Bauru não conseguiu diminuir o volume de jogo das oponentes e a desvantagem subiu para 14 a 9. 

Na sequência do jogo, o Osasco controlou a diferença no placar, soube aproveitar os erros do Sesi Bauru e fechou a parcial com 25 a 18, fazendo 2 sets a 1 no jogo.

Na quarta parcial, o Sesi Bauru foi para o tudo ou nada e conseguiu uma resposta. Melhor na maioria dos fundamentos, a equipe abriu 10 a 7 e obrigaram a parada. Na volta, o domínio das visitantes aumentou. Aproveitando todas as opções e possibilidades, o time abriu vantagem e fechou em 25 a 18, forçando o set desempate.

Nele, o Sesi Bauru começou errando muito e ficou em desvantagem, com 4 a 1, e o jogo parou. Na volta, Osasco manteve o ritmo e, com dois bloqueios seguidos, colocou a diferença em 9 a 5 e forçou mais uma parada no duelo. Na reta final do set, o Sesi Bauru aos poucos foi encostando e com um ace de Suelle fez 12 a 12.

Na reta final, o Osasco foi melhor e chegou a ter o match point, mas o Sesi Bauru voltou e deixou tudo igual em 14 a 14. No “vai a dois”, as donas da casa contaram com um bloqueio e um contra-ataque de Tandara para fechar o jogo com um 16 a 14 e abrir 1 a 0 na final do Paulista feminino de vôlei de 2020.

Mais em Vôlei