Siga o OTD

Vôlei

Cruzeiro arrasa Zenit Kazan na final e é tricampeão mundial de vôlei masculino

Cruzeiro arrasa Zenit Kazan na final e é tricampeão mundial de vôlei masculino


O Sada Cruzeiro (MG) é tricampeão do mundo. Neste domingo (23.10), a equipe mineira conseguiu a vitória sobre o Zenit Kazan, da Rússia, e o título do Campeonato Mundial de Clubes masculino de vôlei. A equipe mineira, que já havia conquistado em 2013 e 2015, foi mais uma vez campeão ao bater o time russo por 3 sets a 0, com parciais de 25/21, 25/23 e 25/15, no ginásio Divino Braga, em Betim (MG).

Na final de 2015, o mesmo confronto entre os times brasileiro e russo teve o resultado de 3 sets a 1. Desta vez, com um time um pouco modificado em relação ao ano passado, com as chegadas do oposto Evandro e do central Simón para os lugares de Wallace e Éder – ambos se transferiram para o Funvic Taubaté (SP) – a equipe mineira conseguiu um placar ainda mais fácil.

Substituto de Wallace, titular na conquista do ouro olímpico do Brasil, Evandro, que era seu reserva nos Jogos, garante que não há pressão nesta chegada ao Sada Cruzeiro.

“A minha função é essa. A minha vida inteira fiz isso e não sinto pressão por substituir quem eu considero o melhor da posição. E hoje tivemos uma festa linda. O ginásio cheio, com a torcida participando o tempo todo, não tem explicação. Entregamos tudo dentro de quadra e deu certo. Eles não foram felizes e nós, sim, fomos muito felizes nessa partida”, disse Evandro.

O central Isac também comemorou e destacou a dificuldade de conseguir um tricampeonato como este. “Três títulos de um Mundial de Clubes é muito difícil e fico feliz de estar aqui e poder ajudar a equipe. Entramos desde o começo na preparação para chegar neste momento e agora veio a recompensa de todo o trabalho feito até aqui. Ainda temos muito a melhorar, mas hoje é dia de curtir”, afirmou Isac.

O capitão William fez questão de elogiar os torcedores e seus companheiros de time. “A torcida nos apoiou o tempo todo e eles merecem isso. Foi uma festa linda. Os torcedores acompanham uma equipe fabulosa, jogadores competentes, comprometidos com o trabalho e procuramos festejar com a nossa torcida, que tem um carinho enorme por todos nós”, disse William.

Comandante do time campeão do mundo, Marcelo Mendez festejou bastante a conquista de mais um título. “Estou muito feliz. Tricampeão do mundo não é para qualquer um e estou feliz com a postura dos jogadores, sempre com uma postura ganhadora. O resultado foi fantástico e o que vem por trás desse resultado é ainda mais”, finalizou Mendez.

Na disputa pelo terceiro lugar, depois de muito equilíbrio, melhor para o Trentino, da Itália, que bateu o Bolívar da Argentina, por 3 sets a 2 (25/22, 23/25, 25/23, 29/31 e 17/15).

Melhores do campeonato:

Melhores do campeonato:
Melhores ponteiros: Leal (Sada Cruzeiro) / Leon (Zenit Kazan)
Melhores centrais: Crer (Bolívar) / Volvich (Zenit Kazan)
Melhor líbero: Serginho (Sada Cruzeiro)
Melhor levantador: Giannelli (Trentino Volley)
Melhor oposto: Evandro (Sada Cruzeiro)
Melhor jogador da competição: William (Sada Cruzeiro)

O JOGO

A partida começou com equilíbrio, com as equipes empatando em 4/4. No ace de Evandro, o Sada Cruzeiro colocou dois de vantagem: 6/4. Na bola de tempo com Isac, o time mineiro fez 10/9. O confronto seguiu com grande equilíbrio, com a equipe cruzeirense abrindo dois novamente em 13/11. O Sada ainda fez 16/13 e, na sequência, chegou a abrir boa vantagem em 20/16. Com Rodriguinho explorando o bloqueio adversário, o Cruzeiro marcou 22/18. O Zenit Kazan reduziu a diferença em 23/21, mas, no erro do adversário, o Sada fechou em 25/21.

No segundo set, o Zenit saiu na frente e fez 5/3. No ponto de saque de Leon, o time russo abriu 7/4 e Marcelo Mendez pediu tempo. O Sada Cruzeiro reagiu e, com Leal, chegou ao ponto de empate: 7/7. No ace de Evandro, 8/7. Com mais um ace, dessa vez de Rodriguinho, o time mineiro abriu dois: 10/8. O Zenit Kazan buscou e deixou tudo igual depois de bom saque (14/14). O set ganhou ainda mais equilíbrio e, no bloqueio de Simón, o time brasileiro fez 19/17. A equipe russa voltou a encostar em 21/20, mas, no ace de Leal, os cruzeirenses chegaram a 24/21. O Zenit mais uma vez reagiu e chegou em 24/23, mas Evandro pontuou e fez 25/23.

O Sada Cruzeiro começou melhor o terceiro set e fez 3/2. Tudo igual em 6/6 e Leal colocou o time brasileiro a frente. No erro do time russo, o Cruzeiro fez 10/9. No bloqueio de Simón, o Sada, então, conseguiu abrir dois: 13/11. Com Leal, a vantagem passou a ser de quatro pontos (16/12). Melhor no set, o time cruzeirense ainda aumentou a diferença no placar (19/14), e o Zenit pediu tempo. Na volta, mais um ponto de saque de Leal: 20/14. No final, 25/15.

SADA CRUZEIRO – William, Evandro, Isac, Simón, Rodriguinho e Leal. Líbero: Serginho
Entraram – Renan, Fernando, Léo

TABELA

18.10 (Terça-feira)

14h30 – Zenit Kazan 3 x 0 Tala’ea El-Gaish (25/14, 25/19 e 25/15)
17h – Minas Tênis Clube 0 x 3 UPCN San Juan (22/25, 18/25 e 18/25)
19h30 – Sada Cruzeiro 3 x 0 Taichung Bank (25/10, 25/16 e 25/13)

19.10 (Quarta-feira)

14h – Bolívar 3 x 1 UPCN San Juan (33/31, 22/25, 30/28 e 27/25)
16h30 – Diatec Trentino 3 x 0 Minas Tênis Clube (25/23, 25/19 e 25/23)
19h – Sada Cruzeiro 3 x 0 Tala’ea El-Gaish (25/18, 25/20 e 25/15)

20.10 (Quinta-feira)

15h – Tala’ea El-Gaish 1 x 3 Taichung Bank (25/23, 20/25, 14/25 e 23/25)
17h30 – Diatec Trentino 3 x 1 Bolívar (25/18, 23/25, 25/17 e 25/19)
20h – Sada Cruzeiro 3 x 1 Zenit Kazan (25/20, 20/25, 26/24 e 25/20)

21.10 (Sexta-feira)

15h – Bolívar 3 x 1 Minas Tênis Clube (18/25, 25/19, 25/19 e 25/22)
17h30 – Zenit Kazan 3 x 0 Taichung Bank (25/22, 25/16 e 25/17)
20h – UPCN San Juan 0 x 3 Diatec Trentino (24/26, 19/25 e 23/25)

22.10 (Sábado) – Semifinais

15h – Zenit Kazan 3 x 0 Diatec Trentino (25/18, 25/23 e 25/18)
18h – Sada Cruzeiro 3 x 1 Bolívar (21/25, 25/15, 25/15 e 25/19)

23.10 (Domingo) – Final

14h – Bolívar 2 x 3 Trentino (22/25, 25/23, 23/25, 31/29 e 15/17)
16h15 – Sada Cruzeiro 3 x 0 Zenit Kazan (25/21, 25/23 e 25/15)

Mais em Vôlei