Siga o OTD

Brasileiro de vôlei de Praia

Vôlei

Disputas do quali definem grupos do feminino em João Pessoa

Oito duplas avançaram ao torneio principal após vencerem rodadas eliminatórias do qualifying em João Pessoa

(William Lucas/Inovafoto/CBV)

Disputas do quali definem grupos do feminino em João Pessoa

O saque inicial foi dado nesta quarta-feira (22.01) para a etapa de João Pessoa (PB) do Circuito Brasileiro de vôlei de praia, a quarta parada da temporada 2019/2020. O público acompanhou a realização de 32 jogos pelo qualifying do torneio feminino, que garantiu as últimas oito vagas à fase principal do torneio, definindo os grupos. Destaque para uma atleta paraibana ‘de coração’, que contou com a torcida especial do filho na arquibancada.

A etapa de João Pessoa (PB) do Brasileiro de vôlei de praia, a 30ª realizada na cidade, ocorre até domingo (26.01), com entrada franca na arena coberta montada na Praia do Cabo Branco (Av Monsenhor Odilon Coutinho). Os jogos da fase de grupos são exibidos ao vivo pelo site voleidepraiatv.cbv.com.br e pelo Facebook da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), e as finais exibidas exclusivamente pelos canais SporTV.

Com as 16 melhores duplas do ranking de entradas já garantidas na fase de grupos, o qualifying é uma disputa ‘pré-torneio’ onde os times que estão fora do ranking principal jogam partidas eliminatórias para avançarem à fase principal. Foram 32 times femininos lutando pelas últimas oito vagas. Avançaram Rosimeire Lima/Naiana (AL/CE), Rita/Danielle (RJ/MS), Sandressa/Rupia (AL/MG), Lucilia/Alana (SP), Cris/Talita (SP/CE), Andrea/Izabel (AM/PA), Pity/Thais (BA/RJ) e Flávia Moura/Bárbara Ferreira (RJ).

Apesar de ter nascido em São Paulo, a experiente Cris, 40, mora há seis anos em João Pessoa, cidade que adotou para treinar e viver ao lado do marido e jogador Harley. A relação especial com a cidade aumentou com a chegada de Rafael, filho nascido em terra paraibana e que esteve presente nas arquibancadas torcendo pela mãe. A bloqueadora comentou a vitória e a nova parceria com a jovem Talita, do Ceará.

“A Paraíba já possui um lugar especial no meu coração, tenho um filho paraibano, a cidade nos recebeu com muito carinho. Foi especial ter meu filho, os amigos da escola torcendo na arquibancada. É mágico jogar aqui, considero a melhor etapa da temporada. E a Talita está em um bom momento, uma jovem talentosa, com potencial. Tentei passar um pouco da experiência, do que já vivi em quadra. Tivemos um jogo muito acirrado, mas conseguimos nos divertir em quadra e queremos continuar assim na fase de grupos”, declarou Cris, que disputou os Jogos Olímpicos de 2008 naturalizada pela Geórgia.

As 24 equipes classificadas (16 pelo ranking e oito do qualifying) para o Brasileiro de vôlei de praia são divididas em seis grupos de quatro e jogam entre si, com os dois melhores times de cada grupo e os quatro melhores terceiros colocados avançando às oitavas de final. A competição segue no formato eliminatório tradicional, com quartas de final, semifinais e disputas de bronze e ouro.

Os times já garantidos pelo ranking são Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE), Fernanda Berti/Taiana (RJ/CE), Bárbara Seixas/Carol Horta (RJ/CE), Talita/Carol Solberg (AL/RJ), Tainá/Victoria (SE/MS), Ângela/Juliana Simões (DF/PR), Andrezza/Neide (AM/AL), Josi/Juliana (SC/CE), Andressa/Vitoria (PB/RJ), Vivian/Jéssica (PA), Val/Aline Lebioda (RJ/SC), Thati/Érica Freitas (PB/MG), Elize Maia/Thamela (ES), Rafaela/Ingridh (PA/PR), Verena/Hegê (CE) e Solange/Teresa (DF/CE).

O Circuito Brasileiro de vôlei de praia 19/20 conta com sete etapas, três realizadas no segundo semestre de 2019, e quatro que acontecem neste primeiro semestre de 2020. A estreia do tour aconteceu em Vila Velha (ES), em setembro, com ouro para Ágatha/Duda (PR/SE) e André Stein/George (ES/PB). Em Cuiabá, no mês de outubro, os títulos ficaram com Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE) e Alison/Álvaro Filho (ES/PB). Ribeirão Preto (SP) sediou a etapa de novembro, com ouro para Talita/Taiana (AL/CE) e Evandro/Bruno Schmidt (RJ/DF).

Além das duplas campeãs de cada etapa, também existem os campeões gerais da temporada, somando a pontuação obtida nos sete eventos. A competição distribui R$ 46 mil às duplas campeãs dos dois naipes, e todos os times na fase de grupos são premiados. Ao todo, são distribuídos mais de R$ 500 mil por etapa.

Mais em Vôlei