Siga o OTD

Vôlei

Sem brilhar, Brasil vence Porto Rico com facilidade na estreia

Seleção masculina não brilha, mas despacha Porto Rico na abertura do Pré-Olímpico de vôlei.

Sem brilhar, Brasil vence Porto Rico com facilidade na estreia

Pode não ter sido uma atuação de gala, mas o Brasil cumpriu o dever e venceu Porto Rico na abertura do Pré-Olímpico de Vôlei masculino, disputado em Varna, na Bulgária, com parciais de 25-23, 25-19, 25-19. Lucarelli foi o grande destaque do jogo, com 14 pontos. Dessa pontuação, fez 4 deles em bloqueios, liderando o fundamento no jogo.

Isac, com 13, e Wallace, com 12, também se destacaram. Uma surpresa foi a ausência do naturalizado Leal, que não disputou nenhum ponto no jogo de hoje.

O Brasil volta a quadra amanhã contra o Egito, às 11h. Você poderá acompanhar o minuto-a-minuto no Olimpíada Todo Dia.

Confira a tabela completa do Pré-Olímpico.

O jogo

O Brasil entrou claramente desconcentrado na partida contra Porto Rico. Com muitos erros bobos, em especial no saque, a seleção permitiu que o adversário crescesse no jogo. No segundo tempo técnico, os porto-riquenhos estavam em vantagem por 16 a 14.
Renan então apelou para o entrosamento do Cruzeiro: colocou Cachopa de levantador, que acionou Isac pelo meio como bola de segurança. O central teve 7 pontos de ataque no primeiro set, e fez toda a diferença: 25 a 23 Brasil.
Dos 23 pontos porto-riquenhos, 11 vieram de erros brasileiros. No segundo set, o Brasil cortou a distribuição gratuita de pontos e começou a melhorar o saque.
Lucarelli, que já havia começado a complicar Porto Rico com seu saque no fim do primeiro set, veio com tudo para o segundo. No ataque e no bloqueio, comandou a pontuação brasileira. E no saque, facilitou demais o trabalho da defesa brasileira. Os porto-riquenhos não conseguiam armar ataques limpos.
No fim do set, Renan colocou Douglas e Maurício Souza para experimentar novas formações. Tirando um pouco o pé do acelerador, o Brasil fechou o set em 25-19.
O último set foi um repeteco do primeiro. Brasil estava desconcentrado, errando muito. E mais uma vez, o segundo tempo técnico fez toda a diferença.
Douglas acertou boa sequência de saques para colocar o Brasil a frente. Renan manteve a inversão do 5-1 e novamente viu a conexão Cachopa-Isac funcionando.
No fim, o bloqueio decidiu. Lucarelli e Maurício Souza ambos pararam Porto Rico com o fundamento e fecharam a vitória brasileira: 25-19 e três sets a zero.

Mais em Vôlei