Siga o OTD

Vôlei

Bronze em 2011, Bia disputa seu segundo Mundial de Clubes pelo Osasco

Bronze em 2011, Bia disputa seu segundo Mundial de Clubes pelo Osasco

Depois de voltar ao calendário em 2010, o Mundial de Clubes teve sequência em 2011 e foi disputado novamente em Doha, no Qatar, no mês de outubro. Vice-campeão no ano anterior, o Osasco / Vôlei Nestlé, na época Sollys/Nestlé, representou o Brasil pela segunda vez, porém, desta vez com alguns desfalques, já que a competição foi realizada no mesmo período dos Jogos Pan-Americanos. Thaisa, Jaqueline, Tandara e Fabíola não puderam participar do torneio. Sem elas, o técnico Luizomar apostou em jovens como Ivna, Samara e Bia, com suporte das experientes Karine, Jú Costa, Camila Brait e Adenízia. Mesmo com grupo incompleto, a equipe de Osasco fez boas partidas e conquistou a medalha de bronze.

Com 19 anos, a central Bia, nascida em Sorocaba, foi a escolhida para substituir Thaisa e viveu sua primeira experiência em um Mundial adulto. “Sempre me destaquei na base e aquele Mundial foi importante. Joguei bem e considero que foi o momento inicial da minha carreira no adulto. Quando cheguei ao Osasco o Luizomar havia me dito que começaria a temporada jogando o Paulista e o Mundial porque algumas jogadoras estariam defendendo a seleção brasileira. Eu tinha de 19 anos na época e a experiência de disputar o Mundial foi incrível. Era uma equipe jovem e jogamos sem expectativa e muito bem. Estávamos desacreditadas e fomos para dar nosso melhor e conquistamos um resultado que poucos esperavam. Lembro que a Adenízia não ficou na seleção e se juntou ao time, sendo eleita a melhor bloqueadora do torneio”, comenta a jogadora.

Bia e suas companheiras estrearam com vitória por 3 sets a 1 diante do Chang Bangkok. Em seguida, um jogo equilibrado e decidido nos detalhes, em cinco parciais, contra o campeão daquela edição. “Na segunda rodada da fase de grupos enfrentamos o Rabita Baku (Azerbaijão), que seria o campeão, e perdemos por 3 a 2. Era uma equipe forte e que tinha a Natasa Osmokrovic, que foi eleita a melhor jogadora da competição. Trouxe uma bagagem enorme por ter atuado contra as melhores centrais, aquelas atletas que só via nas Olimpíadas e pela TV. Ficamos bem felizes porque nosso desejo era de voltar com uma medalha e o objetivo foi conquistado. Lembro que comemoramos bastante e que várias meninas choraram. Certamente foram momentos de muita emoção e felicidade”, afirma a central. Na semifinal, o time de Osasco foi superado pelo VakifBank, da Turquia, em sets diretos. Na disputa pelo terceiro lugar, uma vitória por 3 a 0 sobre o Mirador, da República Dominicana

Após o título da Superliga 2011/12, Bia deixou o Osasco e foi jogar pelo Sesi-SP, onde ficou por quatro temporadas. No clube de São Paulo a jogadora foi campeã Sul-Americana em 2014 e ganhou seu segundo bronze do Mundial na edição do mesmo ano. O Osasco conquistou o terceiro lugar em 2011 com as levantadoras Karine e Ana Maria, as ponteiras Jú Costa, Samara e Silvana, as centrais Adenízia, Bia e Larissa, as opostas Helô e Ivna, e as líberos Camila Brait e Léia

Grupo A
VakifBank (Turquia)
Dínamo Moscou (Rússia)
Rexona-Sesc (Brasil)
Hisamitsu Springs (Japão)

Grupo B
Vôlei Nestlé (Brasil)
Nec Red Rockets (Japão)
Eczacibasi Istanbul (Turquia)
Volero Zurich (Suíça)

Tabela do Mundial de Clubes

Primeira fase – Grupo B:
09/05 – 3h30 – Vôlei Nestlé x Nec Red Rockets (Japão)
09/05 – 22h00 – Vôlei Nestlé x Eczacibasi Istanbul (Turquia)
12/05 – 0h00 – Vôlei Nestlé x Volero Zurich (Suíça)

Semifinais:
13/05 – 3h30 – 1º do Grupo A x 2º do Grupo B
13/05 – 7h00 – 1º do Grupo B x 2º do Grupo A

Finais:
14/05 – 2h30 – Disputa pelo terceiro lugar
14/05 – 7h00 – Disputa pelo título

Mais em Vôlei