Siga o OTD

Triatlo

Brasil chega a liderar, mas não completa Mundial de revezamento

Após brigar pela ponta com Manoel Messias e Vittoria Lopes, Antonio Bravo sofre queda no ciclismo e Brasil não completa Mundial de revezamento de triatlo

Brasil Mundial de revezamento de triatlo manoel messias antonio bravo djenyfer arnold vittoria lopes
World Triathlon

No Mundial de revezamento misto de triatlo, em Montreal, Brasil chegou a brigar pela ponta com Manoel Messias e Vittoria Lopes, que chegou a liderar, mas Antonio Bravo, terceiro integrante da equipe, sofreu um acidente durante o ciclismo e a equipe brasileira precisou abandonar a disputa. Além do título mundial, a competição valia duas vagas para os Jogos Olímpicos de Paris-2024, que foram conquistadas por Grã-Bretanha e Estados Unidos, que ficaram, respectivamente, com a prata e com o bronze, já que a França, país-sede da próxima Olimpíada, faturou o ouro.

Quinto colocado no Mundial de sprint na véspera, Manoel Messias foi o primeiro brasileiro a participar da prova. Na natação, ele saiu da água cerca de dez segundos atrás do japonês Takumi Hojo, que começou na frente, seguido de perto por Nicolo Strada, da Itália, e Tyler Mislawchuk, do Canadá. O brasileiro veio no grupo logo atás junto com Alex Yee, da Grã-Bretanha, e Hayden Wilde, da Nova Zelândia.

Depois de transição para a bicicleta, Hayden Wilde colocou a Nova Zelândia na frente no começo do ciclismo com Manoel Messias assumindo a segunda colocação. Logo Alex Yee os alcançou e atacou, se distanciando do pelotão junto com Wilde.

+SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

Na corrida, Nova Zelândia e Grã-Bretanha terminaram na frente com o mesmo tempo (20min29s) com Manoel Messias entregando para Vittoria Lopes na terceira colocação ao completar sua parte apenas seis segundos atrás dos primeiros colocados.

Especialista na natação, Vittoria Lopes deixou para trás as rivais e colocou o Brasil na primeira colocação. No ciclismo, ela conseguiu se manter entre as líderes, mas logo o pelotão dela foi alcançado e, na corrida, modalidade em que a brasileira ainda precisa evoluir, ela terminou em 12º, 37 segundos atrás de Alberte Kjaer Pedersen, que colocou a Dinamarca na frente.

O terceiro brasileiro a entrar na disputa foi Antonio Bravo, que substituiu Miguel Hidalgo, vetado da prova por causa de um desconforto muscular. Ele estava brigando entre o oitavo e o décimo lugar no ciclismo, quando sofreu um queda e não conseguiu completar a disputa. Assim, Djenyfer Arnold, que seria a quarta atleta do revezamento, ficou sem participar da competição.

APOIE O OLIMPÍADA TODO DIA

Desde setembro de 2016, o Olimpíada Todo Dia não deixa você ter saudade dos Jogos nunca. É o único veículo de comunicação que todos os dias traz a trajetória dos atletas olímpicos e paralímpicos, combatendo a monocultura do futebol e na busca de ajudar a mudar a cultura esportiva do Brasil. Gosta do nosso trabalho? Nos apoie! Faça um pix para [email protected]

Outra alternativa para nos apoiar é usando o cupom OTD em compras na Centauro. Com o cupom, você ganha 10% de desconto na compra de equipamentos esportivos e parte do valor será revertido para o Olimpíada Todo Dia. Vale lembrar que os descontos não são cumulativos. Se alguma peça já estiver em oferta, você não conseguirá aumentar o desconto, mas se colocar o cupom OTD, parte do valor vai ajudar o portal do mesmo jeito. Você pode comprar também pela vitrine do OTD no site das Centauro.

Fundador e diretor de conteúdo do Olimpíada Todo Dia

Mais em Triatlo