Siga o OTD

Tiro com Arco

Marcus D’Almeida e Ana Luiza Caetano são campeões do Pan

Marcus e Ana Luiza derrotaram mexicanos por 5 a 4 na final do recurvo misto do Campeonato Pan-Americano

Marcus D'Almeida e Ana Luiza Caetano no Campeonato Pan-Americano de tiro com arco
Marcus D'Almeida e Ana Luiza Caetano durante fase eliminatória (Foto: World Archery)

O Brasil conquistou a medalha de ouro nas duplas mistas do arco recurvo no Campeonato Pan-Americano de tiro com arco. Neste domingo (14), último dia de competição na cidade colombiana de Medellin, Ana Luiza Caetano e Marcus D’Almeida derrotaram Alejandra Valencia e Matias Grande, do México, na final. 

A vitória da dupla brasileira veio nas flechas de desempate. A primeira parcial terminou empatada em 36 a 36 para cada lado. Em seguida, os mexicanos abriram 3 a 1 ao fazer 40 a 37. Os brasileiros buscaram o empate na sequência 36 a 33. Com 37 para cada lado, a igualdade voltou a ocorrer na quarta parcial. Contudo, Ana Luiza e Marcus fizeram dois 10 no “tie-break” e faturaram o título com 20 a 17.

A medalha nas duplas mistas do recurvo foi a segunda do Brasil no Campeonato Pan-Americano de tiro com arco. Mais cedo, a equipe feminina, que contou com Ana Luiza, levou o bronze. A competição distribuiu vagas olímpicas. Contudo, o país já possui Marcus e Ana Machado classificados. Dessa forma, entrou na briga pela classificação nas equipes masculina e feminina, mas não teve sucesso.

Campanha até a final

Ana Luiza Caetano e Marcus D’Almeida começaram o Campeonato Pan-Americano com a quarta melhor campanha na fase de ranqueamento. A dupla somou 1.334 pontos e conseguiu avançar direto à segunda rodada da fase eliminatória. Nela, despacharam a parceria peruana por 3 sets a 0 e se classificaram para as quartas.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

Por uma vaga na semifinal, Ana e Marcus tropeçaram na segunda parcial contra a Colômbia, mas se recuperaram e venceram. O embalo dos brasileiros prosseguiu para o clássico sul-americano contra os argentinos, que não tiveram chances e foram superados em sets diretos.

Jornalista recifense formado na Faculdade Boa Viagem, apaixonado por futebol, atletismo, basquete e outros esportes.

Mais em Tiro com Arco