Siga o OTD

Tênis de Mesa

Hugo Calderano fatura o Pan e Bruna Takahashi leva a prata

Número 5 do mundo confirma favoritismo ao vencer canadense na final por 4 a 2; Takahashi tem duas batalhas de sete sets, mas fica com o vice-campeonato

hugo calderano campeão pan-americano tênis de mesa 2021
Santiago Regaira/ITTF Americas

O Brasil conquistou mais duas medalhas no Campeonato Pan-Americano de tênis de mesa! Nesta segunda-feira (15), em Lima, no Peru, Hugo Calderano confirmou o favoritismo e levou o titulo do individual masculino, enquanto que Bruna Takahashi ficou com a medalha de prata no individual feminino.

Hugo Calderano teve uma campanha quase perfeita até a final, perdendo apenas um set nas partidas eliminatórias. De quebra, completou seis anos de hegemonia nas Américas e ainda saltará para a 4ª colocação do ranking mundial.

Já Bruna Takahashi passou por duas batalhas de sete sets, mas acabou caindo e ficando com a medalha de prata. Vitor Ishiy e Caroline Kumahara também estiveram em ação nessa noite, mas acabaram derrotados.

Vale lembrar que mais cedo, Bruna Takahashi e Vitor Ishiy se sagraram os grandes campeões nas duplas mistas. Nas duplas masculinas, entretanto, Ishiy e Eric Jouti pararam na semifinal.

Confira um resumo do que melhor aconteceu nessa parte da noite.

Hugo Soberano

O primeiro desafio do 5º colocado do ranking mundial no dia foi o duelo de campeões das Américas: Hugo Calderano, medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Lima-2019, e Vitor Ishiy, 62º do ranking e vencedor do último Campeonato Pan-Americano. O jogo entre os dois brasileiros foi válido pela semifinal do torneio individual masculino e vencido por Hugo por 4 sets a 0, com parciais de 11/6, 11/7, 12/10 e 11/8.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

Com isso, se classificou para enfrentar Eugene Wang na decisão. O canadense número 279 do mundo havia despachado na semifinal o paraguaio Marcelo Aguirre, favorito para o jogo e 64º do mundo, por 4 sets a 1 (11/5, 11/3, 8/11, 11/9 e 11/8).

A grande final

O brasileiro começou com tudo a final e abriu 5 a 0. Wang reagiu, mas Hugo teve tranquilidade em momentos decisivos e fechou em 11 a 7.

No segundo set, Wang voltou melhor e abriu 5 a 1 de cara. Com frieza, Calderano reduziu para 7 a 6. e empatou em 8 a 8 na seguida. Com dois erros seguidos, o brasileiro deu dois sets points a Wang, que aproveitou e fechou em 11 a 8.

O saque de Hugo melhorou muito no terceiro set, vencido com certa facilidade: 11 a 6. Na parcial seguinte, equilíbrio. Hugo começou melhor, mas Wang empatou e virou para 10 a 8. Hugo salvou um set point, mas o canadense empatou a partida em 2 a 2.

Sem dar sopa ao azar, Hugo fez logo 6 a 0 no importante 5º set e abriu 8 a 0 sem dar chances de reação. Fechando em 11 a 5, ficou a 11 pontos de mais um título continental.

Sob pressão, Wang aumentou o ritmo e abriu 7 a 3 no 6º set. Mostrando porque é o 5º do ranking mundial, Hugo Calderano empatou em 8 a 8 e virou na sequência para a 10 a 8, com dois match points com o serviço a favor.

No sufoco extremo, Bruna vai à final

Bruna Takahashi disputou a semifinal contra a estadunidense Lily Zhang, 35ª do ranking mundial. Em uma verdadeira batalha, conseguiu a suada classificação após vencer por 4 sets a 3 (8/11, 11/5, 11/9, 11/8, 8/11, 2/11 e 11/9).

O jogo da semifinal contra a norte-americana Lily Zhang foi dramático. A adversária começou melhor no primeiro set e abriu boa vantagem. Bruna ainda tentou reagir, mas não conseguiu reverter o quadro. No segundo set, a brasileira voltou arrasadora, muito mais agressiva, surpreendendo Lily e vencendo por 11 a 5.

No terceiro set, o jogo ficou equilibrado, com Bruna sendo precisa nos momentos finais. Com isso, a brasileira ganhou confiança e passou a impor seu jogo, dominando a partida na quarta parcial.

A partida ainda não estava decidida. Lily Zhang abriu boa vantagem no quinto set. Bruna ainda chegou a empatar, mas a norte-americana foi melhor no final. Na sexta parcial, só deu a atleta dos Estados Unidos na mesa, levando o confronto para o set decisivo.

A emoção maior seria exatamente neste momento. Bruna abriu 7 a 0 e depois fez 10 a 1, tendo nove match points a seu favor. Lily Zhang foi tirando a diferença pouco a pouco e chegou aos 10 a 9, mas cometeu um erro e a brasileira finalmente fechou a partida em 4 a 3 (8/11, 11/5, 11/9, 11/8, 8/11, 2/11 e 11/9).

O desafio seguinte era contra a sua melhor amiga, a porto-riquenha Adriana Diaz, número 17 do mundo. Ela venceu a brasileira Caroline Kumahara na semifinal, por 4 a 0 (8/11, 6/11, 5/11 e 11/13), mostrando o tamanho do obstáculo de Bruna para conquistar a medalha de ouro.

Bruna Takahashi - Pan-Americano de Tênis de mesa
Bruna Takahashi em ação no Pan-Americano de tênis de mesa (ITTF AMERICAS)

Virada amarga na decisão

Diaz começou melhor e fez 11 a 6 no 1º set. Bruna reagiu e empatou o jogo em 1 a 1, mas foi dominada por 11 a 4 na terceira parcial.

O 4º e o 5º sets foram muito parelhos e vencidos pela brasileira. No quinto, inclusive, Takahashi salvou quatro set points e saiu de 6/10 para fechar em 12/10, ficando a mais 11 pontos do título que escapou de suas mãos em 2019.

A igualdade seguiu no 6º set. Bruna Takahashi e Adriana Diaz seguiram empatadas até 8 a 8. A porto-riquenha fez três pontos seguidos e levou a decisão para o set decisivo.

Adriana Diaz abriu 7 a 3 no 7º set, mas novamente deu chances de reação a brasileira, que reudziu a diferença para 7 a 6. Com três pontos seguidos, a porto-riquenha chegou ao match point. Bruna salvou o primeiro, mas acabou perdendo por 11 a 7. Ainda assim, levou a medalha de prata no individual e a de ouro nas duplas mistas no Pan-Americano de tênis de mesa.

Pan-Americano de Tênis de mesa - Bruna Takahashi - Vitor Ishiy - Hugo Calderano
Bruna Takahashi e Vitor Ishiy foram campeões do torneio de duplas mistas. (Santiago Regaira/ITTF Americas).

APOIE O OLIMPÍADA TODO DIA

Desde setembro de 2016, o Olimpíada Todo Dia não deixa você ter saudade dos Jogos nunca. É o único veículo de comunicação que todos os dias traz a trajetória dos atletas olímpicos e paralímpicos, combatendo a monocultura do futebol e na busca de ajudar a mudar a cultura esportiva do Brasil. Gosta do nosso trabalho? Nos apoie! Faça um pix para [email protected]

Outra alternativa para nos apoiar é usando o cupom OTD em compras na Centauro. Com o cupom, você ganha 10% de desconto na compra de equipamentos esportivos e parte do valor será revertido para o Olimpíada Todo Dia. Vale lembrar que os descontos não são cumulativos. Se alguma peça já estiver em oferta, você não conseguirá aumentar o desconto, mas se colocar o cupom OTD, parte do valor vai ajudar o portal do mesmo jeito. Você pode comprar também pela vitrine do OTD no site das Centauro.

Mais em Tênis de Mesa