Siga o OTD

Tênis

Luisa e Laura celebram maior visibilidade do tênis e sonham alto

Após fazerem história em Tóquio, Luisa e Laura destacam importância da medalha para o tênis e para suas carreiras

Luisa Stefani e Laura Pigossi celebram visibilidade do tênis e sonham alto
(Wander Roberto/COB)

Luisa Stefani e Laura Pigossi fizeram história em 2021. Nos Jogos Olímpicos de Tóquio, elas conquistaram a primeira medalha olímpica do tênis brasileiro ao levar o bronze nas duplas. Homenageas no Prêmio Brasil Olímpico, elas celebraram o feito incrível e destacaram a importância dele para o aumento da visibilidade do tênis no país.

“A medalha expandiu o tênis para outras partes do Brasil, de uma maneira que a gente nunca viu antes. Acho que principalmente para o tênis feminino foi um grande feito, para trazer uma visibilidade e um certo alcance que a gente só tinha no nosso pequeno mundo. Então acho que a medalha conseguiu expandir esse horizonte para outras pessoas que talvez não conheciam ou curtiam tanto nosso esporte”, comentou Luisa Stefani ao OTD.

“Com certeza a visibilidade foi uma das coisas que [a medalha mais trouxe] para a gente. E poder inspirar essa nova geração, mostrar para eles que é possível, que nós somos pessoas normais e eles podem ser que nem a gente ou até melhores é muito importante”, completou Laura Pigossi.

Sonhando alto

A temporada de 2021 foi, sem dúvida, inesquecível para as duas tenistas. Ambas vivem o auge da carreira, que foi coroado com a conquista da inédita medalha olímpica. E além da importância para o tênis de maneira geral, o feito foi importante para elas enquanto atletas sonharem ainda mais alto.

“Foi um dos melhores anos da minha carreira, mas também um dos mais difíceis. Eu vivi os melhores momentos como na Olimpíada, um título de WTA 1000, o maior da minha carreira, ótimos resultados, três parceiras diferentes com grandes campanhas e amizades… Então tanto o lado pessoal, como o profissional foram excelentes. E obviamente tive alguns problemas de saúde, uma lesão grave para terminar o ano, mas feliz de poder comemorar o ano, as partes boas e os desafios que vou levar como aprendizado”, destacou Luisa Stefani, que se recupera de uma lesão no ligamento cruzado do joelho.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

“A medalha motiva ainda mais e me inspira a continuar sonhando. Sonhar mais alto, sonhar diferente e sempre levar os valores olímpicos para o dia a dia, não só no tênis, mas na minha vida pessoal. Essa foi uma das maiores grandezas e aprendizados dessa Olimpíada. A recuperação está indo bem, dentro do cronograma e espero no meio do ano que vem estar competindo firme e forte”, completou.

“Foi um ano incrível, mas esse final foi ainda melhor. Depois da Olimpíada, os últimos torneios do ano também foram muito importantes para mim, consegui um título, vitória em WTA e o melhor ranking da minha carreira. Então realmente foi um ano espetacular, mas espero que ano que vem possa ser ainda melhor. Para mim, a medalha deu muita força. Realmente eu aprendi a acreditar mais em mim e a sonhar maior”, concluiu Laura Pigossi.

APOIE O OLIMPÍADA TODO DIA

Desde setembro de 2016, o Olimpíada Todo Dia não deixa você ter saudade dos Jogos nunca. É o único veículo de comunicação que todos os dias traz a trajetória dos atletas olímpicos e paralímpicos, combatendo a monocultura do futebol e na busca de ajudar a mudar a cultura esportiva do Brasil. Gosta do nosso trabalho? Nos apoie! Faça um pix para [email protected]

Outra alternativa para nos apoiar é usando o cupom OTD em compras na Centauro. Com o cupom, você ganha 10% de desconto na compra de equipamentos esportivos e parte do valor será revertido para o Olimpíada Todo Dia. Vale lembrar que os descontos não são cumulativos. Se alguma peça já estiver em oferta, você não conseguirá aumentar o desconto, mas se colocar o cupom OTD, parte do valor vai ajudar o portal do mesmo jeito. Você pode comprar também pela vitrine do OTD no site das Centauro.

Mais em Tênis