Siga o OTD

Surfe

Seis sul-americanos seguem na briga no QS 3000 da Espanha

Seis sul-americanos seguem na briga no QS 3000 da Espanha
WSL/Poullenot

Os brasileiros Alejo Muniz, Thiago Camarão, Lucas Silveira, Weslley Dantas, Mateus Herdy e o peruano Alonso Correa disputam vagas para as quartas de final do QS 3000 da Espanha (Pantin Classic Galicia Pro).

Seis surfistas da América do Sul estão entre os dezesseis classificados para disputar vagas para as quartas de final do QS 3000 Pull&Bear Pantin Classic Galicia Pro neste sábado (01) na Espanha. Os brasileiros Alejo Muniz, Thiago Camarão, Lucas Silveira, Weslley Dantas, Mateus Herdy e o peruano Alonso Correa, passaram pela quinta fase na sexta-feira só de competição masculina na Playa de Pantin. As quartas de final do QS 6000 feminino, com Silvana Lima na terceira bateria, ficaram para o sábado e os dois eventos serão encerrados no fim de semana na Espanha.

O paulista Weslley Dantas e o carioca Lucas Silveira despacharam o francês Nomme Mignot e o australiano Ty Watson na batalha pelas duas primeiras vagas para a fase dos 16 melhores do QS 3000 da Galícia esse ano. Mais dois brasileiros entraram na segunda bateria, mas apenas um avançou, Thiago Camarão, com o italiano Leonardo Fioravanti ganhando a briga pelo segundo lugar do também paulista Flavio Nakagima e do francês Nelson Cloarec.

Na disputa seguinte, o jovem catarinense Mateus Herdy, atual campeão sul-americano Pro Junior Sub-18 da WSL South America, usou as manobras aéreas para conquistar a terceira vitória brasileira consecutiva valendo classificação para o sábado. Os quatro vão brigar pelas primeiras vagas para as quartas de final. Os paulistas Thiago Camarão e Weslley Dantas vão abrir a sexta fase, contra o australiano Ethan Ewing e o japonês Hiroto Ohhara. Na segunda bateria, Lucas Silveira e Mateus Herdy enfrentam o italiano Leonardo Fioravanti e o taitiano Kauli Vaast, que eliminou o número 5 do ranking, Jadson André, na sexta-feira.

“Eu fiquei muito tempo esperando por uma onda, então eu sabia que teria que fazer algo especial na que viesse para ganhar uma boa nota”, disse Mateus Herdy. “Quando ela veio, eu já fui direto para o aéreo e tive que segurar a prancha porque o vento estava terrível nas direitas. Eu fiquei muito feliz por ter completado a manobra, pois essa onda me garantiu a vitória na bateria. Eu disputei uma bateria do Pro Junior naquele mesmo pico, então acho que isso ajudou porque eu já sabia onde poderia entrar as ondas que eu precisava”.

Além de Mateus Herdy, outro catarinense segue na disputa do título no QS 3000 Pantin Classic Galicia Pro, o sétimo colocado no ranking do WSL Qualifying Series, Alejo Muniz. Ele e o peruano Alonso Correa conquistaram as últimas vagas para o sábado, na bateria que o baiano Bino Lopes acabou saindo da briga junto com o marroquino Ramzi Boukhiam. O peruano vai disputar a penúltima classificatória para as quartas de final com o americano Nat Young, o costa-ricense Carlos Munoz e o australiano Jackson Baker. E Alejo Muniz fecha a sexta fase com o espanhol Aritz Aranburu, o francês Gatien Delahaye e o sul-africano Adin Masencamp.

“Estou feliz pela classificação, mas essa última bateria foi bem difícil”, disse Alejo Muniz. “Eu sabia que as direitas eram as melhores ondas, mas estava complicado surfar ali por causa de tantas algas marinhas. A parte superior da onda estava boa para fazer as manobras, mas no fundo era difícil ganhar velocidade para fazer as conexões. Foi ótimo ter conseguido uma nota alta – 8,93 – porque aí fiquei mais tranquilo para escolher as próximas ondas”.

APOIE O OLIMPÍADA TODO DIA

Desde setembro de 2016, o Olimpíada Todo Dia não deixa você ter saudade dos Jogos nunca. É o único veículo de comunicação que todos os dias traz a trajetória dos atletas olímpicos e paralímpicos, combatendo a monocultura do futebol e na busca de ajudar a mudar a cultura esportiva do Brasil. Gosta do nosso trabalho? Nos apoie! Faça um pix para [email protected]

Outra alternativa para nos apoiar é usando o cupom OTD em compras na Centauro. Com o cupom, você ganha 10% de desconto na compra de equipamentos esportivos e parte do valor será revertido para o Olimpíada Todo Dia. Vale lembrar que os descontos não são cumulativos. Se alguma peça já estiver em oferta, você não conseguirá aumentar o desconto, mas se colocar o cupom OTD, parte do valor vai ajudar o portal do mesmo jeito. Você pode comprar também pela vitrine do OTD no site das Centauro.

Mais em Surfe