Siga o OTD

Surfe

Silvana Lima é eliminada da etapa de Margaret River

WSL /Kelly Cestari

Silvana Lima é eliminada da etapa de Margaret River

Silvana Lima se complica e amarga segunda eliminação consecutiva na repescagem em Margaret River; Ataque de tubarão nas proximidades paralisa competição por uma hora.

Em dia exclusivo para a competição feminina, a brasileira Silvana Lima se despediu da etapa de Margaret River neste domingo. Na segunda bateria da repescagem, a cearense teve uma atuação fraca e acabou eliminada na última parada da perna australiana. Hoje, o mar diminuiu em relação ao último sábado – quando quatro brasileiros venceram no round dois – mas proporcionou boas ondas para as atletas.

+ASSISTA A ETAPA AUSTRALIANA AO VIVO

A competição precisou ser paralisada devido a um ataque de tubarão a um surfista em uma praia próxima. Retornando aproximadamente um hora mais tarde, as surfistas encontraram condições melhores para o surfe, com o vento mais fraco. Dessa forma, a organização optou por seguir com o campeonato, que foi paralisado ao final da terceira fase.

Como o mar vai abaixar ainda mais nesta segunda-feira, a organização marcou a próxima chamada apenas para terça-feira, às 20h (horário de Brasília).

Silvana se despede na repescagem


Única brasileira na elite do surfe mundial, Silvana Lima foi eliminada de Margaret River neste domingo. Depois de ficar na última colocação na bateria de abertura da primeira fase, a cearense não teve uma boa atuação no round dois e perdeu a segunda disputa, contra a australiana Bronte Macaulay. Inspirada, a local conseguiu 8,40, uma das melhores notas do dia, e não deu chances para uma virada da brasileira. O placar final foi 15,73 para Bronte contra 8,84 de Silvana. A brasileira repete a 13ª colocação na etapa. Em 2017, foi eliminada pela australiana Keely Andrew.

Ataque de tubarão paralisa Margaret River

A etapa foi paralisada por aproximadamente uma hora devido a um ataque de tubarão em Gracetown, cerca de 15km do local de competição. De acordo com a imprensa australiana, um homem com cerca de 30 anos foi mordido na perna por um tubarão. Ele foi encaminhado para o hospital de helicóptero, consciente e respirando.

A competição foi interrompida ao final da terceira bateria da repescagem. Na volta, a segurança foi reforçada. Além de jet-skis, drones passaram a monitorar o mar australiano durante a realização das disputas femininas.

Malia Manuel faz melhor onda da competição


Na última bateria da repescagem feminina, a havaiana Malia Manuel brindou os espectadores com um show de surfe. Com um mar em condições ideias, com o vento já sem força, a surfista conseguiu uma das melhores média do evento, 17,33, e a melhor onda (9,00). Com esta soma, ela superou a australiana Keely Andrew. Na terceira fase, porém, a surfista não conseguiu repetir a atuação e foi eliminada.

Carissa Moore consegue maior média de Margaret River


Na primeira bateria da terceira fase da etapa australiana, a havaiana Carissa Moore mostrou ótima sintonia com o mar para conseguir a melhor somatória da competição até o momento, com 17,37. A surfista liderou a parelha disputa que ainda contou com as australianas Bronte Macaulay (14,94) e Sally Fitzgibbons (14,90).

Confira os resultados deste domingo:

Repescagem

1. Coco Ho (HAV) 12,87 X 10,60 Sage Erickson (EUA)

2. Bronte Macaulay (AUS) 15,73 X 8,84 Silvana Lima (BRA)

3. Lakey Peterson (EUA) 10,00 X 9,87 Mikaela Greene (AUS)

4. Tyler Wright (AUS) 14,73 X 13,03 Paige Hareb (NZL)

5. Nikki Van Dijk (AUS) 14,70 X 11,63 Macy Callaghan (AUS)

6. Malia Manuel (HAV) 17,33 X 12,27 Keely Andrew (AUS)

Terceira Fase

1. Carissa Moore (HAV) 17,37 X Bronte Macaulay (AUS) 14,94 X Sally Fitzgibbons (AUS) 14,90

2. Stephanie Gilmore (AUS) 17,10 X Tatiana Weston-Webb (HAV) 13,27 X Caroline Marks (EUA) 9,73

3. Niki Van Dijk (AUS) 15,33 X Lakey Peterson (EUA) 14,73 X Malia Manuel (HAV) 13,00

4.Tyler Wright (AUS) 14,06 X Johanne Defay (FRA) 12,10 X Coco Ho (HAV) 7,33

Mais em Surfe