Siga o OTD

Joana Neves - Tóquio 2020

Tóquio 2020

Por Tóquio, Joana Neves troca de clube e volta para Natal

Dona de quatro medalhas paralímpicas, atelta de 33 anos deixa o Vasco e volta para terra natal de olho no índice olímpico

Joana Neves tem quatro medalhas paralímpicas (Ale Cabral/CPB/Divulgação)

Por Tóquio, Joana Neves troca de clube e volta para Natal

Multimedalhista paralímpica, Joana Neves está de volta ao Nordeste. Depois de dois anos treinando no Rio de Janeiro, no Vasco da Gama, a potiguar decidiu voltar a Natal, no Rio Grande do Norte, onde nasceu. Ela agora passará a treinar na Sociedade Amigos do Deficiente Físico do Rio Grande do Norte (SADEF), de olho em Tóquio-2020.

“Foram dois anos excelentes no Rio de Janeiro, não tenho nada a reclamar. Mas acabei recebendo essa proposta e considerei que seria melhor fazer essa parte final da preparação rumo a Tóquio aqui perto de casa”, disse a experiente nadadora de 33 anos à “Agência Brasil”.

+Daniel Dias anuncia aposentadoria após Tóquio-2020

Joana Neves é dona de quatro medalhas paralímpicas, sendo um bronze em Londres-2012, e duas pratas e um bronze na Rio-2016. Além dessas conquistas, ela soma também nove medalhas em quatro Mundiais de natação, sendo dois ouros, duas pratas e cinco bronzes.

Mas ela não quer parar por aí e segue em busca dos índices para Tóquio-2020. E já sabe o programa de provas que vai encarar: 100 m e 200 m livre, 200 m medley e 50 m borboleta.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

“Na minha classe, a S5, não existe mais o 50 m livre, prova em que fui campeã mundial em 2015. É uma pena, mas não adianta nadar apenas em nível nacional. Já nos 200 m medley tinha conquistado um bronze no Mundial de 2013, mas fui desclassificada pela minha pernada de peito. Por isso estou treinando bastante e quero chegar forte nessa prova”, concluiu Joana Neves.

Mais em Tóquio 2020