Siga o OTD

Paralímpicos

Revezamento da tocha paralímpica vai de 12 a 24 de agosto

Evento será realizado durante o período de transição dos Jogos Olímpicos para os Jogos Paralímpicos com objetivo de criar atmosfera festiva

tocha paralímpica jogos paralímpicos tóquio 2020 revezamento
Tocha Paralímpica de Tóquio 2020 (divulgação)

O Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio 2020 divulgou na segunda-feira (28) um novo cronograma para o revezamento da tocha paralímpica dos Jogos de Tóquio, adiados para agosto de 2021.

No novo plano, foi estabelecido que o revezamento será realizado de 12 a 24 de agosto, durante o período de transição dos Jogos Olímpicos para os Jogos Paralímpicos. O objetivo é criar uma atmosfera festiva, mantendo a dinâmica gerada pelo megaevento anterior.

Alinhado com o conceito do revezamento da tocha “Compartilhe sua Luz”, três pessoas que se encontram pela primeira vez, se reunirão para formar equipes de corredores. Espera-se que os Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020 ofereçam às pessoas a oportunidade de refletir sobre uma nova parceria e a sociedade, ajudando a promover uma sociedade mais inclusiva.

Cronograma

As datas programadas para cada província (região) do país asiático em 2021 serão um dia antes das datas programadas originalmente em 2020, ou seja, os dias da semana corresponderão à programação anterior. A partir de 12 de agosto, festivais de iluminação de chamas serão realizados em todas as 47 províncias do Japão.

As chamas individuais serão reunidas e se tornarão uma única em um evento de junção de chamas em Tóquio no dia 20 de agosto, quando serão combinadas com uma chama que terá sido acesa em um evento de iluminação chamado “Heritage Flame”, em Stoke Mandeville, na Grã-Bretanha, o berço espiritual do Movimento Paralímpico.

O “Flame” fará um tour pela capital japonesa durante o revezamento da tocha Paralímpica de 21 a 24 de agosto, o dia da cerimônia de abertura dos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020.

Municípios locais

A princípio, os mesmos municípios locais na Prefeitura de Shizuoka, Prefeitura de Chiba, Prefeitura de Saitama e Tóquio administrarão os segmentos de Revezamento da Tocha Paralímpica em 2021. A rota planejada e outros aspectos do revezamento em cada município levarão em consideração a situação da Covid-19.

Os condutores da Tocha Paralímpica

Não estão previstas mudanças nos planos anunciados para o revezamento originalmente programado para este ano. Haverá cerca de mil pessoas que conduzirão a tocha e que foram selecionados entre os que se inscreveram em fevereiro de 2020, e eles serão organizados em grupos de três. O Tóquio 2020 anunciará separadamente uma programação detalhada que incluirá os grupos e setores designados a cada um dos portadores da tocha.

Mudanças do revezamento

Em cooperação com todos os oficiais dos Jogos e partes interessadas, os Jogos Paralímpicos remarcados serão “Jogos simplificados”. Tóquio 2020, portanto, está pensando em como realizar o revezamento da tocha paralímpica de forma mais simples e eficiente.

Os pontos em discussão incluem a redução do tamanho dos comboios de veículos, da simplificação das cerimônias de partida nos locais de revezamento da tocha nas prefeituras de Shizuoka, Chiba e Saitama, e o evento de celebração em Tóquio, revisando a decoração e os equipamentos fornecidos nos locais, e a melhora da eficiência de outros aspectos da operação de revezamento e preparações para o revezamento, incluindo uma revisão do número de funcionários e outros funcionários envolvidos.

Medidas contra Covid-19

O Comitê de Tóquio 2020 está revisando uma série de medidas para evitar a propagação da Covid-19 durante o revezamento da tocha, consultando os especialistas e as autoridades de saúde com o objetivo de garantir um evento seguro e protegido, e planeja anunciar detalhes assim que forem decididos.

Mais em Paralímpicos