Siga o OTD

Paralimpíada Todo Dia

Brasil leva mais três ouros em World Series de natação 

Cecília Araújo (S8), Gabriel Araújo (S2) e Gabriel Bandeira (S14) subiram no lugar mais alto do pódio no segundo dia da etapa de Limoges da World Series de natação paralímpica

Cecília Araújo vibra após prova no World Series de natação paralímpica (Foto: Douglas Magno/CPB)
(Foto: Douglas Magno/CPB)

A seleção brasileira de natação paralímpica conquistou nove medalhas no segundo dia da etapa de Limoges da World Series da modalidade, na França. Neste sábado (8), a equipe levou para casa três ouros, três pratas e três bronzes. Com os pódios do dia, o Brasil chegou a 16 no total em águas francesas, entre adultos e juniores, somando com as sete medalhas obtidas na abertura do torneio.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBEXINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

Os ouros deste sábado (8) foram conquistados por Gabriel Araújo, da classe S2 (limitação físico-motora), nos 150m medley; Gabriel Bandeira, da classe S14 (deficiência intelectual), nos 200m medley; e por Cecília Araújo, da classe S8 (limitação físico-motora), nos 50m livre. O mineiro Gabrielzinho fez sua prova em 3min31s35 e ficou com o título nos 150m medley. Além da medalha dourada, ele também conquistou uma prata nos 50m livre (54s86), disputa em que teve a companhia do pernambucano Phelipe Rodrigues no pódio. Nadador da classe S10 (limitação físico-motora moderada), ele foi bronze com a marca de 23s84.

Outras medalhas

Ainda nos 50m livre, mas agora no feminino, outra dobradinha brasileira. A potiguar Cecília Araújo, tricampeã mundial da prova, foi ouro ao completar a distância em 30s25. Já a pernambucana Carol Santiago, da classe S12 (baixa visão), ficou com o bronze ao registrar o tempo de 26s63 – apenas dois centésimos a mais do que o seu recorde mundial: 26s61 registrados em Berlim, no último sábado (1º), na etapa anterior do World Series. 

O terceiro ouro brasileiro neste sábado também saiu de um pódio duplo do país. Nos 200m medley, o paulista Gabriel Bandeira (S14) subiu ao lugar mais alto do pódio com o tempo de 2min12s50. O catarinense Talisson Glock, da classe S6 (limitação-físico motora), também ficou entre os três melhores, ao faturar a prata (2min43s25). Na disputa Júnior, Victor dos Santos Almeida também obteve a segunda colocação (2min27s61). Por fim, a paranaense Débora Carneiro foi bronze nos 100m peito (1min16s26). 

*Com informações do Comitê Paralímpico Brasileiro

Jornalista capixaba formado na PUC-SP e amante dos esportes olímpicos e paralímpicos.

Clique para comentar

Você deve estar logado para postar uma comentário Login

Deixe um Comentário

Mais em Paralimpíada Todo Dia