Siga o OTD

Olimpíada

Agência Antidoping impõe quatro anos de banimento à Rússia

Comitê Executivo Agência Mundial Antidopagem (WADA) votou pelo banimento da Rússia após concluir que funcionários de um laboratório antidoping de Moscou haviam adulterado os dados.

Reprodução/Instagram

Agência Antidoping impõe quatro anos de banimento à Rússia

A Agência Mundial Antidoping (WADA) impôs uma proibição de quatro anos à Rússia, o que impede atletas de usarem a bandeira, o hino e formarem equipes em eventos olímpicos e em outros grandes eventos esportivos.

A proibição significa que a Rússia não poderá competir nas Olimpíadas e Paraolimpíadas em Tóquio e nos Jogos de Inverno de 2022 em Pequim.

Outros grandes eventos que caem durante o período de quatro anos são os campeonatos mundiais e a Copa do Mundo de 2022 no Catar. Cabe recurso russo junto ao TAS (Tribunal Arbitral do Esporte, na sigla em francês) e a Agência Antidopagem Russa (RUSADA) tem 21 dias para apresentar o recurso.

O COI e o Comitê Paralímpico Internacional (IPC) ressaltaram que apoiam a decisão da WADA. A FIFA ainda não se posicionou oficialmente.

O Comitê Executivo da WADA votou pelo banimento, em Lausanne, Suíça, nesta segunda-feira, depois de concluir que funcionários de um laboratório antidoping de Moscou haviam adulterado os dados.

A adulteração – antes e enquanto os dados estavam sendo examinados pela WADA – incluía o plantio de evidências falsas e a exclusão de arquivos vinculados a testes positivos de doping que poderiam ter ajudado a identificar trapaças. As mensagens do sistema também foram fabricadas em um esforço para dificultar o trabalho dos investigadores da WADA.

A decisão do comitê executivo de punir a Rússia com uma proibição foi unânime, disse um porta-voz da WADA. A punição, no entanto, deixa a porta aberta para atletas russos limpos competirem em grandes eventos esportivos internacionais sem bandeira ou hino, como foi o caso dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2018 em Pyeongchang.

+ INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL NO YOUTUBE

O ministro do Esporte russo, Pavel Kolobkov, atribuiu, no mês passado, as discrepâncias nos dados do laboratório à questões técnicas.

As consequências da decisão da WADA ( Agência Mundial Antidoping ) ainda determinam que nenhum representante do governo russo possa participar de qualquer evento esportivo ou olímpico organizado por uma organização de grandes eventos durante o período de quatro anos.

Além disso, a Rússia não pode sediar nenhum evento importante no período de quatro anos.

Mais em Olimpíada