Siga o OTD

Natação

Após Parapan-Pacífico, Patrícia Santos compete em SP

Daniel Zappe / CPB / MPIX

Após Parapan-Pacífico, Patrícia Santos compete em SP

Patrícia Santos conquistou quatro medalhas no Parapan-Pacífico e nadará quatro provas no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo

Nos dias 18 e 19 de agosto, sábado e domingo, a mineira Patricia dos Santos participará da segunda etapa Nacional do Circuito Loterias Caixa de Natação, que ocorrerá no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, embalada por quatro medalhas (um ouro e três pratas) no Parapan-Pacífico, na Austrália, que terminou na segunda-feira, 13. No Brasil, ela nadará quatro provas: 50m, 100m 200m livre e 50m peito, de olho em mais uma vez melhorar suas marcas.

Além dela, outros 235 atletas de 17 estados e do Distrito Federal estão inscritos na disputa. Em outubro, a natação volta aos holofotes com o Campeonato Brasileiro, que também ocorrerá no CT. As outras modalidades que fazem parte do Circuito – atletismo, esgrima em cadeira de rodas e halterofilismo – também terão seus respectivos Brasileiros entre setembro e outubro.

Patrícia foi uma das 15 atletas que representaram o Brasil na cidade australiana de Cairns. Lá, o país conquistou 35 medalhas, sendo 16 de ouro, 13 de prata e 6 de bronze. Destes 15 nadadores, 14 estarão no Circuito Loterias Caixa – a exceção é Phelipe Rodrigues, da classe S10. A intenção, apesar da longa viagem e o extenso programa de provas encarado, é obter novamente marcas próximas às melhores da temporada.

“Chegamos nesta quarta-feira ao Brasil, estou bem cansada por causa da viagem. Agora é descansar e focar no Nacional, onde espero fazer boas marcas nas minhas principais provas”, disse a nadadora, que ficou tetraplégica após ter sido baleada no pescoço durante um assalto.

A competição será realizada a poucos dias do marco de um ano para os Jogos Parapan-Americanos de Lima, no Peru, em 2019. O evento será um dos principais para os nadadores brasileiros no ano que vem.

“Continuarei treinando para melhorar os meus tempos e espero estar dentro do grupo que participará no Parapan, estou treinando para isso. Este será o meu primeiro Parapan-Americano”, comentou a atleta, medalhista de prata nos Jogos Paralímpicos Rio 2016 no revezamento misto 4x50m livre 20 pontos.

Mais em Natação