Siga o OTD

Parapan 2019

Douglas Matera vence fácil e leva ouro nos 100m costas S13

Douglas Matera vence os 100m costas com quase nove segundos de vantagem sobre o segundo colocado e leva a medalha de ouro

O carioca Douglas Matera conquistou na manhã desta quarta-feira, 28, a medalha de ouro nos 100m costas S13, para nadadores com baixa visão. Ele liderou a disputa desde o princípio e fechou com o tempo de 1min07s66, à frente do colombiano Gabriel Ortiz Duran (1min16s23) e do mexicano Andy Guerrero (1min18s34), que completaram o pódio.  Esta era a única disputa de medalhas com brasileiro nesta manhã.

Esta foi a segunda medalha conquistada por Douglas Matera nos Jogos Parapan-americanos. No domingo, ele ficou com a prata nos 100m livre S13, prova que foi vencida pelo compatriota Carlos Farrenberg. O nadador carioca de 26 anos ainda vai disputar mais quatro provas em Lima: 100m costas S13, 400m livre S13, 50m livre S13, 100m borboleta S13 e 200m medley SM13.

Douglas Matera nasceu com retinose pigmentar, uma mutação genética hereditária, que causa perda gradual de visão. Foi atleta de natação olímpica desde jovem e parou em 2009. Em 2017, depois de o irmão Thomaz Matera ter participado dos Jogos do Rio 2016, foi incentivado a ingressar na natação adaptada.

Mais finais a partir das 19h

Serão ao todos 17 disputas de medalha na sessão da noite da natação. O destaque é o nadador Daniel Dias, que cai na água  pela terceira vez nesta edição de Parapan com um recorde à vista. Caso confirme o favoritismo nos 100m livre da classe S5, às 19h20 (de Brasília), chegará à incrível marca de 30 medalhas parapan-americanas em quatro edições disputadas.

Daniel Dias chegou a Lima com 27 pódios na conta. Nadou os 50m costas na segunda-feira, 25, e o 50m livre na terça-feira, 26, com o mesmo resultado: ouro. Desde o Rio 2007, ano de sua estreia em Parapans, só caiu na água para sair dela com a medalha dourada.

Mais em Parapan 2019