Siga o OTD

Mundial de Esportes Aquáticos

Etiene segue na disputa pelo bicampeonato mundial

Atual campeã mundial dos 50m costas, Etiene Medeiros avançou para as semifinais do Mundial de de Gwangju com o 2º melhor tempo das eliminatórias

Etiene Medeiros
Satiro Sodré/rededoesporte.gov.br

Atual campeã mundial dos 50m costas, Etiene Medeiros segue firme em busca do bicampeonato. Nesta terça-feira (23) ela avançou para as semifinais do Mundial de Esportes Aquáticos de Gwangju, na Coreia do Sul, com o segundo melhor tempo das eliminatórias (27s85), atrás apenas da chinesa Fu Yuanhui, que obteve a marca de 27s70.

“Fiquei todo esse tempo vendo o pessoal competir e dá aquela agonia e ansiedade de começar a competição. Iniciei bem, 27s85 é um tempo bom para entrar na semifinal. As provas de 50 metros estão e são bem justas”, afirmou Etiene ao SporTV após nadar. “Estou feliz e grata de estar no Mundial. Este é meu espírito e é isso que eu respiro, representando tanta gente”, disse a pernambucana.

Nos 100m livre, Marcelo Chierighini e Breno Correia também se classificaram para as semifinais. Chierighini teve o terceiro melhor tempo geral, com 47s95, e comentou sua performance. “Me senti fisicamente mais ou menos, mas 47s pra mim está de bom tamanho, tentar repetir isso na semifinal”, disse o nadador ao SporTV, que comentou ainda estar na “ressaca” do revezamento 4×100.

Já Breno Correia teve o sétimo tempo geral (48s39), mas saiu decepcionado. “Esperava bater os 47s pela primeira vez, mas acredito que tudo tem que ser na hora que tem ser.Estou confortável pra semifinal, atrás do sétimo ou oitavo tempo”, disse o baiano, que nada seu primeiro mundial aos 20 anos.

Nos 200m medley, Leonardo Santos foi outro brasileiro a avançar para as semifinais. Ele teve o 13º tempo, com 1m59s37, e se mostrou satisfeito. “Consegui fazer uma prova de igual pra igual na série. Mais um passo que eu dou, a semifinal era um objetivo e agora vamos pro segundo que é se classificar para a final”, afirmou.

Quem não ficou satisfeito foi o outro brasileiro da prova, Caio Pumputis. Apesar do bom começo de prova, ele perdeu fôlego nos últimos 50m e acabou apenas com o 21º tempo (2m01s06), sem conseguir a classificação. “Mesmo sendo meu primeiro mundial eu esperava muito mais, estar brigando pra classificar e nadar entre os melhores do mundo. Senti bastante no finalzinho, mas ainda tenho os 200m peito amanhã.”

Mais em Mundial de Esportes Aquáticos