Siga o OTD

Judô

Rafaela Silva perde disputa do bronze e fica em 5º. em Zagreb

Divulgação

Rafaela Silva perde disputa do bronze e fica em 5º. em Zagreb

Única brasileira com chances de medalha no 1° dia do Grand Prix de Zagreb de Judô, Rafaela Silva perde na luta pelo bronze

Mesmo começando o dia com cinco atletas, apenas Rafaela Silva conseguiu disputar o bronze pelo Brasil  no Grand Prix de Zagreb de Judô, nesta sexta-feira (27). Após três vitórias e uma derrota, a brasileira enfrentou Hedvig Karakas, da Hungria, na busca pela medalha de bronze. Um confronto marcante entre as judocas foi na Olimpíada de Londres, em 2012, quando Rafaela foi eliminada por golpe ilegal. Gabriela Chibana, Kamila Silva, Raphael Miaque e Diego Santos também competiram.

Rafaela Silva (57kg)

Única brasileira na semifinal, Rafaela começou a competição com uma folga na primeira rodada. Na sequência, a judoca teve como adversária Corina Stefan, da Romênia. Em um confronto dominado pela brasileira, a vitória veio após Stefan receber quatro punições por falta de combatividade, resultando em sua desclassificação.

Em seu segundo combate do dia, Rafaela Silva enfrentou Ivelina Ilieva, da Bulgária. Partindo para o ataque logo nos primeiros minutos, a brasileira conseguiu um waza-ari, vantagem que manteve até o fim da luta, para avançar para as quartas de final do Grand Prix de Zagreb.

Na busca por uma das vagas na semifinal, Rafaela Silva enfrentou Nora Gjakova, do Kosovo. Na luta mais difícil e mais longa da competição, a brasileira conseguiu a vitória somente no Golden Score, se garantindo entre as quatro melhores do Grand Prix.

Na semifinal, Rafael Silva enfrentou Jessica Klimkait, do Canadá. Em duelo equilibrado, a canadense conseguiu um waza-ari e trabalhou a vantagem no placar no restante do confronto para se garantir na final do Grand Prix de Zagreb.

Já pela disputa da medalha de bronze, Rafaela reencontrou Hedvig Karakas, da Hungria, a mesma judoca que a eliminou na olimpíada de Londres e que foi derrotada nas quartas de final na Rio-2016.

A luta foi extremamente amarrada e com poucas tentativas de ambos os lados. Por falta de combatividade, as duas judocas receberam dois shidos cada. Sem pontuação alguma no placar, a definição da medalha de bronze ficou para o golden score.

Rafaela e Karakas estavam muito esgotadas fisicamente após um dia cheio de lutas. Após mais de quatro minutos de luta no golden score, o juíz deu uma punição para a brasileira e definiu a vitória para Karakas, que levou o bronze.

Kamila Silva (57kg)

Na mesma categoria de Rafaela, Kamila Silva não conseguiu mostrar seu judô. Logo na primeira luta na competição, a brasileira enfrentou a alemã Theresa Stoll. Em uma confronto de relativo equilíbrio entre as judocas, a atleta da Alemanha conseguiu um golpe com imobilização, chegando ao Ippon e eliminando Kamila do Grand Prix de Zagreb.

Gabriela Chibana (48kg)

Na categoria mais leve feminina, o Brasil teve como representante Gabriela Chibana. Em sua primeira luta do dia, a judoca enfrentou Mira Ulrich, da Alemanha. Quando a luta já se desenhava equilibrada, Gabriela conseguiu uma sequência de golpe mais imobilização, que garantiu o ippon e a vaga na segunda rodada.

Em sua segunda luta do dia, Gabriela Chibana teve como adversária a italiana Francesca Milani. Em um confronto rápido, Francesca não precisou de dois minutos para vencer a brasileira por Ippon, avançar no Grand Prix de Zagreb  e eliminar a brasileira.

Raphael Miaque (60kg)

Lutando na categoria mais leve masculina, Raphael Miaque começou bem a competição. O brasileiro enfrentou Roy Koffijberg, da Holanda, e conseguiu a vitória na primeira rodada. Na segunda luta, Raphael teve pela frente Yanislav Cerchev, da Bulgária. Mais uma vez o judoca do Brasil foi superior, venceu e se garantiu nas quartas de final.

Na luta que valia uma das vagas na semifinal, Raphael enfrentou o indiano Vijay Kumar Yadav. Em um confronto que parecia não ter fim, já no Golden Score, Yadav conseguiu um waza-ari, venceua luta e eliminou o judoca brasileiro do Grand Prix de Zagreb.

Diego Santos (66kg)

Outro judoca do Brasil a competir nesta sexta-feira no Grand Prix de Zagreb foi Diego Santos. Na primeira rodada de sua categoria, o brasileiro enfrentou Bogdan Iadov, da Ucrânia. No confronto, o ucraniano foi superior e conseguiu a vitória por golpe seguido de imobilização, resultando em um Ippon, e eliminando Diego.

Mais em Judô