Siga o OTD

Judô

Alexia Castilhos leva o bronze no Grand Prix de Antalya

Reprodução/Twitter

Alexia Castilhos leva o bronze no Grand Prix de Antalya

Neste sábado, Alexia Castilhos assegurou a segunda medalha de bronze para o Brasil no no Grand Prix de Antalya. Competição se encerra neste domingo.

O Brasil conquistou, neste sábado, sua segunda medalha no Grand Prix de Antalya, disputado na Turquia. Na categoria até 63kg, Alexia Castilho faturou a medalha de bronze. Na última sexta-feira, Sarah Menezes foi a representante brasileira no pódio da competição. O time brasileiro ainda teve duas outras chances de faturar o terceiro lugar. Yanka Pascoalino (63kg) e David Lima (73kg) chegaram à disputa pela medalha, mas acabaram superados.


Neste sábado, o Brasil ainda contou com Bruna Silva (70kg) e Jeferson Santos Júnior (73kg). Porém, nenhum dos dois judocas brigou por medalha.

O Grand Prix de Antalya segue neste domingo, a partir das 4h30 (horário de Brasília). Os representantes brasileiros são: Rafael Macedo (90kg), Gustavo Assis (90kg), Leonardo Gonçalves (100kg) e Jonas Inocêncio (+100kg).

Alexia Castilhos (63kg)

No grupo C da categoria, Alexia inciou no round dois. Sua primeira adversária foi a britânica Lubjana Piovesana. A brasileira venceu por ippon.

Na sequência, foi superada pela russa Valentina Kostenko, poi ippon, nas quartas de final, e foi mandada para a repescagem.

Na repescagem, Alexias superou a israelense Inbal Shemesh por ippon e avançou para a disputa da medalha de bronze. Inbal cometeu três penalidades, o que resultou no ponto da brasileira.

Para garantir a segunda medalha brasileira na competição (segunda de bronze), Castilhos venceu a sueca Mia Hermansson, responsável por mandar Yanka Pascoalino para a repescagem, por ippon.

Yanka Pascoalino (63kg)

No grupo B da categoria, Yanka Pascoalino estreou  no segundo round com vitória por ippon contra Yu Ching Cheng, do Taiwan, por ippon. A brasileira levou uma punição contra três de sua adversária que resultou na vitória).

Na sequência, pelas quartas de final, Yanka acabou derrotada pela sueca Mia Hermansson, por ippon. Com o resultado negativo, a brasileira foi para a repescagem. Pascoalino sofreu duas punições na luta.

No primeiro duelo da repescagem, a judoca nacional encarou a russa Kamila Badurova e, por ippon (após três penalidades da adversária), venceu a luta e foi para a disputa do bronze. A brasileira não sofreu punições.

Na briga pelo terceiro lugar, Yanka foi derrotada pela turca Busra Katipoglu por ippon e ficou sem a medalha de bronze.

Bruna Silva (70kg)

Única representante da categoria até 70kg, Bruna Silva se despediu da competição logo na primeira luta. A brasileira perdeu para a cazaque por um wazzari e um ippon.

David Lima (73kg)

David Lima estreou na competição no grupo D da categoria até 73kg. A primeira vitória do judoca veio contra o mongol Tsogtbaatar Tsend-Ochir, por ippon, após seu adversário cometer três penalidades.

No round três, David venceu, por wazzari, Omari Niazashvili, da Georgia.

No último confronto do grupo, válido pelas quartas de final, o brasileiro superou o austríaco Christopher Wagner por um wazzari e um ippon.

Nas semifinais, Lima acabou superado pelo sueco Tommy Macias por um wazzari e foi para a repescagem para a disputa da medalha de bronze.

Na briga pelo terceiro lugar, nova derrota. Dessa para o iraniano Mohammad Mohammadi, também por um wazzari. Com o revés, David ficou sem a medalha de bronze.

Jeferson Santos Júnior (73kg)

Também na categoria até 73kg, Jeferson Santos Júnior foi derrotado logo no primeiro confronto. O brasileiro sofreu um ippon do britânico Daniel Williams e se despediu da competição.

Mais em Judô