Siga o OTD

Judô

Daniel Cargnin é ouro no Mundial Júnior

Depois dos quintos lugares obtidos por Laura Ferreira e Robson Penna no primeiro dia do Mundial júnior de judô, o Brasil entrou na briga por duas medalhas nesta quinta-feira. Terceiro colocado no Mundial Júnior de 2015, campeão pan-americano júnior e vice no Pan sênior em 2017, Daniel Cargnin (66kg) enfrentou o uzbeque Artyom Shturbabin, campeão asiático da categoria, e o derrotou com um waza-ari no último minuto da luta para ficar com a medalha de ouro. Na categoria até 72kg, David Lima teve pela frente Tato Grigalashvili, da Geórgia, mas perdeu e não conseguiu o bronze. Os outros cinco brasileiros que entraram em ação, Maria Taba (52kg), Jéssica Lima (52kg), Kamilla Silva (57kg), Ketleyn Nascimento (57kg) e Jeferson “Bomba” Santos Jr (73kg) não chegaram na disputa pelo pódio.

VEJA NA ÍNTEGRA A FINAL, QUE RENDEU MEDALHA DE OURO PARA O BRASILEIRO DANIEL CARGNIN:

Veja a disputa da medalha de bronze, em que o brasileiro David Lima perdeu para Tato Grigalashvili, da Geórgia:

O meio-leve Daniel Cargnin estreou diante do ucraniano Karo Marandian, e venceu com um waza-ari.

Em sequência, na luta contra o argentino Minoru Tamashiro, Daniel venceu com um ippon.

A busca pela classificação para a semifinal veio diante de Somon Makhmadbekov, do Tajiquistão. A vitória do brasileiro aconteceu no Golden Score, com um waza-ari.

Já na semi, Daniel enfrentou Bagrati Niniashvili, da Geórgia. No Golden Score, o brasileiro venceu e chegou à final – na decisão, enfrenta Artyom Shturbabin.

No leve masculino – 73Kg -, David Lima superou Jon Vrenozi, da Albânia, com dois waza-aris e um ippon.

No segundo round, contra Ishen Amanov, do Quirguistão, o judoca venceu somente no Golden Score, com um waza-ari.

Na luta válida pela terceira rodada, David enfrentou Martin Hojak, da Eslovênia, e saiu com o resultado positivo, conquistado com um ippon no Golden Score.

Disputando uma vaga na semifinal da competição, David encarou o turco Bilal Ciloglu. A decisão só aconteceu no Golden Score, e o brasileiro foi derrotado, garantindo apenas um lugar na repescagem.

Na repescagem, David Lima venceu o francês Hugo Metifiot, terceiro colocado no Europeu cadete de 2016, por ippon em pouco mais de um minuto de luta e agora enfrenta Tato Grigalashvili, da Geórgia, pelo bronze.

O campeão do Pan cadete em 2016 e do Pan júnior em 2017, Jeferson “Bomba” Santos Júnior, também leve, venceu o francês Jawad Abdelkrim com um ippon.

Já no terceiro round, enfrentou Tato Grigalashvili, da Geórgia, e foi derrotado com dois waza-aris.

No feminino, a estreante desta manhã foi Ketleyn Nascimento, na categoria leve – 57Kg. Diante da húngara Kitti Kovacs, a judoca do Brasil venceu ao aplicar um waza-ari.

Na rodada seguinte, Ketleyn enfrentou a italiana Giovanna Fusco. A brasileira foi superada pela adversária no Golden Score.

A campeã pan-americana em 2016, Kamilla Silva, também leve, enfrentou a russa Dilbara Salkarbek Kyzy e, faltando pouco mais de um minuto para o término da luta, a brasileira – que já tinha um waza-ari na contagem – aplicou um ippon e eliminou a adversária.

No round seguinte, porém, contra a croata Tihea Topolovec, Kamilla foi eliminada sofrendo um waza-ari e um ippon.

Já no meio-leve feminino – 52Kg -, a campeã pan-americana júnior em 2017, Jéssica Lima, perdeu para a japonesa Chishima Maeda na primeira luta, no Golden Score.

Na mesma categoria, Maria Taba, dona do título pan-americano cadete em 2016, venceu a italiana Annarita Campese com um waza-ari.

Em seguida, contra Khorloodoi Bishrelt, da Mongólia, a brasileira perdeu no Golden Score, sofrendo um waza-ari.

Mais em Judô