Siga o OTD

Judô

Seleção brasileira volta a treinar de olho no World Masters

Atletas das equipes feminina e masculina estão concentrados em Pindamonhangaba visando o segundo torneio que mais vale pontos na corrida olímpica

Seleção brasileira treina visando competição marcada para janeiro em Doha (Lara Monsores/CBJ/Arquivo)

Seleção brasileira volta a treinar de olho no World Masters

Os atletas da seleção brasileira de judô voltaram a se concentrar em Pindamonhangaba, São Paulo, agora visando a disputa do World Masters de Doha. Serão dez dias de treinos para a competição, a sergunda mais valiosa na corrida olímpica.

O Masters de Doha, marcado para janeiro e restrito aos 36 melhores do ranking mundial por peso, distribui 1,8 mil pontos para os campeões de cada categoria. É o segundo torneio mais valioso do calendário do circuito mundial de judô, perdendo apenas para os 2 mil do Mundial.

Os primeiros a chegar na cidade paulista foram os judocas da equipe masculina, que se apresentaram na segunda-feira passada, dia 7. A seleção feminina chegou um pouco depois, na quinta (10). Ambas equipes ficarão concentradas no Hotel Colonial Plaza até a quinta-feira (17). 

Judô seleção brasileira de judô
Atletas realizaram trabalho especial visando tirar dúvidas de arbitragem (Divulgação/CBJ)

Programação com treinos e atividades especiais  

O “cardápio” da concentração, que reúne cerca de 60 atletas, entre judocas das equipes Sub-18, Sub-21, Sênior e Transição, inclui, além dos treinos de judô e físico e atividades específicas, como um seminário de arbitragem 

+ Haverá Olimpíada, mas muito diferente, diz presidente do COB

Para isso, a CBJ (Confederação Brasileira de Judô) convidou o árbitro mexicano Everardo Garcia, um dos principais do circuito mundial, e o coordenador nacional de arbitragem do Brasil, Edison Minakawa. É a primeira vez que um árbitro estrangeiro participa de um treinamento da seleção brasileira.  

A dupla ministrou um seminário onde os atletas avaliavam situações de luta por meio de enquete virtual, com auxílio do celular. A cada vídeo apresentado, o atleta votava na opção que considerava a correta. Em seguida, os árbitros convidados interpretavam a situação esclarecendo dúvidas pontuais.  

A programação conta ainda com palestras sobre Saúde da Mulher no Esporte, Assédio e Abuso, Nutrição Esportiva, Preparação Física, Análise de Desempenho, entre outras, ministradas pelos profissionais da equipe multidisciplinar da seleção.  

+ SIGA O OTD NO FACEBOOKINSTAGRAMTWITTER E YOUTUBE

Nesta terça (15), a equipe feminina receberia a ilustre visita da Sensei Soraia André, pioneira do judô feminino brasileiro, além de cinco ex-atletas medalhistas olímpicos que serão promovidos a kôdansha, uma das mais altas graduações do judô.

Mais em Judô