Siga o OTD

Planeta Ippon

Sarah Menezes e Ketleyn Quadros continuam na seleção

Seletiva nacional fechou as últimas oito vagas do time feminino. Competição também definiu time masculino para o ano que vem

De judogui, Sarah, Brígida, Pimenta, Gilmara, Quadros, Amanda, Camila e Sibilla (Foto: Tati Amaya/MCS)

Sarah Menezes e Ketleyn Quadros continuam na seleção

Sarah Menezes e Ketleyn Quadros conseguiram se manter na seleção brasileira de judô. As vagas, na 48kg e 63kg, vieram na seletiva nacional realizada nesta quinta, dia 13, na Bahia. Sarah foi a campeã olímpica em 2012 e Ketleyn a primeira brasileira a ganhar uma medalha olímpica em esportes individuais – bronze em Pequim-2018.

Nathália Brígida (48kg) também garantiu permanência. Além delas, conquistaram vaga Larissa Pimenta (52kg), Gilmara Prudêncio (57kg), Amanda de Oliveira (70kg), Camila Ponce (78kg) e Sibilla Faccholli (+78kg).

As classificadas se juntam a outras 14 já garantidas ou por serem atuais líderes do ranking nacional ou por atenderem a critérios da CBJ baseados no ranking e circuito internacional. No total, são 22 judocas na seleção brasileira feminina de judô. Oito são da Sogipa, seis do Pinheiros e quatro do Instituto Reação. Flamengo, São Caetano, Judô Aliança e Clube Sakurá têm um cada (veja abaixo).

Vale lembrar que Érika Miranda anunciou aposentadoria este ano.

Seleção Brasileira de Judô Feminina

48kg
Eduarda Francisco – Instituto Reação (RJ) – Ranking CBJ
Sarah Menezes – Flamengo (RJ) – Seletiva Nacional
Nathália Brígida – Sogipa (RS) – Seletiva Nacional

52kg
Eleudis Valentim – Esporte Clube Pinheiros (SP) – Ranking CBJ
Jéssica Pereira – Instituto Reação (RJ) – Ranking FIJ
Érika Miranda – Sogipa (RS) – Ranking FIJ
Larissa Pimenta – Esporte Clube Pinheiros (SP) – Seletiva Nacional

57kg
Tamires Crude – Instituto Reação (RJ) – Ranking CBJ
Rafaela Silva – Instituto Reação (RJ) – Ranking FIJ
Gilmara Prudêncio – Sogipa (RS) – Seletiva Nacional

63kg
Alexia Castilhos – Sogipa (RS) – Ranking CBJ
Ketleyn Quadros – Sogipa (RS) – Seletiva Nacional

70kg
Aine Schmidt – Sogipa (RS) – Ranking CBJ
Maria Portela – Sogipa (RS) – Ranking FIJ
Amanda de Oliveira – São Caetano (SP) – Seletiva Nacional

78kg
Samanta Soares – Esporte Clube Pinheiros (SP) – Ranking CBJ
Mayra Aguiar – Sogipa (RS) – Ranking FIJ
Camila Ponce – Judô Aliança – Seletiva Nacional

+78kg
Camila Yamakawa – Clube Sakurá de Judô (MS) – Ranking CBJ
Beatriz Souza – Esporte Clube Pinheiros (SP) – Ranking FIJ
Maria Suelen Altheman – Esporte Clube Pinheiros (SP) – Ranking FIJ
Sibilla Faccholli – Esporte Clube Pinheiros (SP) – Seletiva Nacional

Seletiva

Assim como no masculino, as classificatórias da seletiva feminina da seleção brasileira de judô foram no sistema de chaves, com quatro passando. As finais foram no todos contra todos, com o vencedor garantindo vaga.

Apenas na 48kg e +78kg a definição chegou antes da última luta. No Ligeiro Sarah e Nathália se garantiram ao vencer as duas primeiras lutas nas finais. Fizeram a terceira entre elas e Sarah venceu. “Agora eu estou bem mais tranquila”, confessou Sarah após a luta. Nos Pesados, Sibilla também se garantiu ao vencer as duas primeiras das finais.

Nas outras cinco categorias, a decisão foi para a última luta. Na 57kg três chegaram vivas: Amanda Culato, Ketelyn Nascimento e Gilmara Prudêncio, com as duas na luta final. A vitória de Ketelyn sobre Amanda valeu a vaga para Gilmara. Nos 70kg Amanda teria cair de ippon para perder a vaga para Ellen Santana, mas venceu.

Nos 52kg – Maria Taba contra Larissa Pimenta – e nos 63kg – Ketelyn Quadros e Veronice Chagas – era mais simples, pois quem ganhasse por qualquer pontuação ficava com a vaga. Pimenta conseguiu um waza-ari nos segundos finais, e Ketelyn bateu Veronice por ippon, após perder para mesma adversária na fase classificatória.

Homens

A seleção brasileira de judô masculina foi definida um dia antes, na quarta, dia 14. As disputas foram no mesmo sistema, com duas vagas para a 73kg. Dentre os destaques, Felipe Kitadai (60kg) conseguiu se manter na seleção, mas Leandro Guilheiro (81kg) caiu fora.

São 23 judocas na seleção masculina. Oito são do Pinheiros, quatro da Sogipa e do Instituto Reação. Desportiva Mazzili, Judô Ação, Marques Guiness, Minas Tênis, Sesi, CPM e Paineiras têm um cada.

Mais em Planeta Ippon