Siga o OTD

Pan 2019

Ouro inédito! Bruna Wurts faz história na patinação artística

Bruna Wurts recupera desvantagem da série inicial, derrota rival argentina e conquista o primeiro título do Brasil no naipe feminino; entre os homens, Gustavo Casado é bronze e revela aposentadoria

Que momento! No primeiro dia de competições após a cerimônia de abertura dos Jogos Pan-Americanos, o Brasil já fez bonito em Lima 2019. Na tarde deste sábado (27), Bruna Wurts teve uma atuação brilhante, recuperou a desvantagem da série inicial e conquistou a medalha de ouro na patinação artística sobre rodas, feito inédito para o país no naipe feminino. Além disso, Gustavo Casado também pintou o pódio de verde e amarelo ao leva o bronze no masculino.

Feminino

Durante a apresentação na pista do ginásio Polideportivo 3, Bruna encantou o público peruano. Nas cadeiras, muitos aplausos tomavam conta do ambiente a cada movimento bem executado. O pai, claro, vibrava muito. Com a camisa do Brasil, se emocionou com o grande resultado da filha.

Ontem, com 36.70 pontos, Bruna Wurts fechou o programa curto com o segundo lugar geral, atrás apenas da argentina Giselle Soler (38.53). Desta vez, a história foi outra na somatória das impressões artísticas, técnicas e penalidades. Dominante no programa longo, finalizou os dois dias de disputas com o total de 103.17 para assegurar a liderança e o lugar mais alto do pódio.

Na sequência, vieram a própria Soler com 92.15, seguida por Eduarda Fuentes (70.68), do Equador, que completou com a medalha de bronze.

“Ontem eu saí chateada, frustrada. Eu não tinha dado o meu melhor, não foi um dos meus melhores programas. Eu estou indo bastante bem nessa temporada, mas ontem não era para ser realmente. Eu treinei muito bem todos esses dias. Hoje eu saio muito contente. Claro, pela medalha, mas também por ter feito o que eu sei fazer, o que eu treinei e o que eu trabalhei para fazer. Sou muito agradecida. É muito difícil transmitir emoção e fazer com que as pessoas curtam a patinação. Essa medalha só vai me motivar a continuar mais, a ter mais forças para treinar para ter mais boas notícias no próximo ano”, avaliou Bruna Wurts.

Masculino

Logo na sequência, foi a vez da competição masculina. Gustavo Casado havia terminado com o quarto lugar depois do programa curto. Hoje, confirmou o terceiro melhor resultado geral e faturou o bronze dos Jogos Pan-Americanos. Ao todo, anotou 128.09 pontos. Depois de quatro medalhas de ouro consecutivas com Marcel Stürmer, o Brasil manteve a sequência positiva no torneio e levou para casa mais uma medalha na patinação artística.

O título em Lima ficou com Juan Sánchez, da Argentina, responsável por 152.63 pontos no agregado. O estadunidense John Burchfield (133.17) foi o vice-campeão.

Após a premiação, Gustavo Casado comentou sobre a aposentadoria aos 28 anos de idade. O atleta enfrentou problemas com o patins durante os primeiros treinamentos, tendo de adaptar a coreografia de acordo com a necessidade. A competição no Peru foi a última da carreira. Agora, ele planeja manter o trabalho como professor de patinação artística no Clube de Regatas Saldanha da Gama, em Santos.

Mais em Pan 2019