Siga o OTD

Brasil

Atirador brasileiro ganhou medalha aos 51 anos e 179 dias

Sebastião Wolf é o brasileiro mais velho a ganhar uma medalha olímpica. Recorde obtido nos Jogos Olímpicos da Antuérpia completa 100 anos em 2020

Sebastião Wolf (direita) ao lado de Dario Barbosa em 1920, ano dos Jogos Olímpicos de Antuérpia (COB)

Atirador brasileiro ganhou medalha aos 51 anos e 179 dias

O recorde de brasileiro mais velho a ganhar uma medalha olímpica pertence a Sebastião Wolf, do tiro esportivo, desde a primeira participação do país, que aconteceu nos Jogos Olímpicos de Antuérpia-1920. O atirador integrou a equipe de pistola livre, que ganhou o bronze, ao lado de Guilherme Paraense, Afrânio Costa, Dario Barbosa e Fernando Soledade.

Para chegar à medalha de bronze, o Brasil somou 2.264 pontos. Entre os integrantes da equipe, Afrânio da Costa foi o que teve o melhor desempenho com 489 pontos, seguido por Guilherme Paraense, que somou 456, dois a mais do que Sebastião Wolf. Dario Barbosa, com 441, e Fernando Soledade, com 424, completaram a pontuação do país. A medalha de ouro foi conquistada pelos Estados Unidos, que somaram 2372 pontos, e a Suécia ficou com a prata com 2289. Ao todo, 13 países participaram da disputa.

Quando subiu ao pódio, Sebastião Wolf tinha 51 anos e 179 dias. Quem mais chegou perto dele foi Luiz Felipe de Azevedo, integrante da equipe de saltos que ganhou a medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Sydney-2000. O cavaleiro tinha 47 anos e 42 dias.

O recorde de brasileiro mais velho a ganhar uma medalha olímpica completa em 2020 um século sem ser batido. O curioso é que o dono da façanha não nasceu no Brasil. Sebastião Wolf é alemão de nascença e veio para o país depois que seu pai, Konrad Wolf, morreu jovem e a mãe se casou com o alemão-brasileiro Hermann Albrecht Friedrich von Ihering.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

Junto com o padrastro, Sebastião Wolf veio para o Brasil aos 11 anos. O então garoto ajudou o marido da mãe na pesquisa de pássaro e peixes e também nas publicações a respeito.

Atirador famoso em Porto Alegre, Sebastião Wolf participou, em 1910, do primeiro concurso internacional de tiro na América do Sul: o torneio comemorativo pelo Centenário da Independência da Argentina.

+ CONHEÇA O BLOG CURIOSIDADES OLÍMPICAS

O brasileiro mais velho a ganhar uma medalha olímpica na história foi campeão nacional em 1915, superando seus companheiros futuros de Antuérpia-1920, Guilherme Paraense e Afrânio da Costa. Fora do esporte, Sebastião Wolf era dono de uma fábrica de biscoitos.

Nos Jogos Olímpicos de Antuérpia-1920, Sebastião Wolf competiu também na equipe de pistola militar com a qual terminou na quarta colocação.

Mais em Brasil