Siga o OTD

Ciclismo Mountain Bike

Guilherme Müller e Raiza Goulão vencem XCO Series em Amparo

Realizada neste domingo (15), prova foi a primeira das três etapas do XCO Series da Brasil Ride, circuito que faz sua estreia nesta temporada

(Crédito: reprodução Instagram Brasil Ride)

Guilherme Müller e Raiza Goulão vencem XCO Series em Amparo

A Taça Brasil XCO Brasil Ride de ciclismo mountain bike foi realizada no domingo (15), em Amparo, cidade localizada no interior de São Paulo. A competição foi a primeira das três etapas do XCO Series da Brasil Ride, circuito que estreia nesta temporada, e teve Guilherme Müller e Raiza Goulão como campeões das provas da elite masculina e feminina.

Guilherme Müller concluiu as cinco voltas do circuito da prova da elite masculina com um tempo de 1min18s56, liderando do início ao fim. Ulan Galinski ficou em segundo com 1min19s35 e Sherman Trezza em terceiro com 1min21s24.

“Finalmente saiu minha primeira vitória em 2020. Embora a gente esteja ainda no início da temporada, já fiz algumas provas, no País e no exterior. Muito feliz por ser o campeão da primeira etapa do XCO Series da Brasil Ride. Estou muito próximo da minha casa, então tive familiares e amigos torcendo por mim aqui em Amparo”, comemorou Guilherme Muller.

+ INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL NO YOUTUBE

Na prova feminina, Raiza Goulão dominou a corrida do começo ao fim. Na primeira volta, conseguiu abrir 29 segundos de folga para Jaqueline Mourão, que diminuiu o gap para 22 ao término da segunda. Na penúltima, Raiza acelerou e garantiu 39 segundos de frente para a adversária. Ela encerrou a disputa em primeiro lugar, com o tempo de 1h18min36, quase um minuto à frente de Jaqueline, que terminou com 1min19s32. Completaram o pódio Karen Olimpio, Hercília Najara e Letícia Cândido.

“Me senti muito bem nos treinos, mas era uma pista que não adiantava treinar muitas vezes porque é dura demais. Alguns amigos locais me ajudaram dando dicas para eu acertar na fluidez e acredito que isso fez a diferença. O calor foi forte, então me controlei na segunda volta. Esta foi minha segunda prova no Brasil em 2020 e garanti outra vitória. Sensação incrível de estar em total sintonia com minha bike”, disse Raiza.

As cinco primeiras colocadas: Raiza Goulão, Jaqueline Mourão, Karen Olímpio, Hercília Najara e Letícia Cândido. (Crédito: reprodução Instagram Brasil Ride)

Ranking olímpico

O Taça Brasil XCO Brasil Ride valeu pontos nos rankings olímpico e mundial de mountain bike da União Ciclística Internacional (UCI). Antes da competição, Guilherme Müller ocupava a 46ª colocação e era o segundo melhor atleta brasileiro, só atrás de Henrique Avancini, que não participou da Etapa em Amparo. No feminino, a vencedora Raiza Goulão estava na 51ª posição, atrás apenas de Jaqueline Mourão (39ª colocada).

+ Coronavírus cancela maior prova de ultra maratona do mundo

A XCO Series Brasil Ride contará com a categoria das bicicletas assistidas nas três disputas, dia 15 de março, 31 de maio e 5 de julho, sempre em Amparo. Já o Festival Brasil Ride, entre 11 e 13 de junho, em Botucatu, também no interior paulista, será a primeira prova de bike elétrica por etapas no Brasil.

Destaques da categoria de base 

Também na terceira bateria largaram os ciclistas da júnior, em prova que contou pontos no ranking da UCI. Enquanto Giugiu Morgen foi a vencedora entre as mulheres depois de duas voltas, Alex Malacarne faturou o título no masculino, após concluir três voltas. Duas das maiores revelações do mountain bike brasileiro na atualidade, ambos são ciclistas candidatos a estarem nos Jogos Olímpicos de Paris-2024.

Mais em Ciclismo Mountain Bike