Siga o OTD

Pepê Gonçalves - Ana Sátila - Mathieu Desnos - Copa do Mundo de canoagem slalom

Canoagem Slalom

Pepê Gonçalves conquista ouro e bronze na Copa do Mundo

Pepê brilhou e conquistou suas primeiras medalhas em Copas do Mundo de canoagem slalom

Pepê conquistou sua primeira medalha em Copas do Mundo (Instagram/pepehgoncalves)

Pepê Gonçalves conquista ouro e bronze na Copa do Mundo

Que dia para Pepê Gonçalves! Pelo segundo dia de competições da etapa de Liubliana, na Eslovênia, da Copa do Mundo de canoagem slalom, o brasileiro fez história. Neste sábado (17), ele conquistou as inéditas medalhas de ouro no K1 Extreme e o bronze no K1 masculino, saindo como o maior vencedor do dia. Foram as primeiras finais dele em Copas do Mundo. Além dele, Ana Sátila também avançou à final do K1 feminino, mas ficou longe do pódio, enquanto Mathieu Desnos parou na semifinal.

Caminho do ouro e bronze

Pepê Gonçalves brilhou! Ele começou o dia ficando em quinto lugar na semifinal do K1 masculino, a 2s06 do líder Peter Kauser, da Eslovênia, avançando para sua primeira final de Copa do Mundo. Na mesma prova, o francês naturalizado brasileiro, Mathieu Desnos, não conseguiu repetir o bom desempenho do primeiro dia da Copa do Mundo de canoagem slalom. Ele terminou apenas na 17º colocação e não avançou para a final.

Na grande decisão, Pepê Gonçalves melhorou sua colocação e terminou com a terceira posição, a apenas 0s93 do campeão Isak Ohrstrom, da Suécia. Ele teria sido ouro se não fosse uma penalização de dois segundos.

Veja a prova de Pepê Gonçalves na final do K1 masculino:

Posteriormente, Pepê Gonçalves voltou a entrar em ação, desta vez pelo K1 Extreme. Favorito para a prova, ele fez jus às expectativas. Passou em primeiro com sobras nas quartas de final e semi, chegando muito confiante para a final. E na grande decisão, ele fez por merecer e venceu com tranquilidade para garantir então o ouro.

“Só eu sei o que eu já passei para hoje dar um passo especial na minha trajetória. São 15 anos de muito trabalho e dedicação. Eu sai de casa com 16 anos em busca de um sonho e de lá pra cá já chorei muito, amargando provas ruins e resultados que eu queria colocar no lixo, mas passado esses anos fui aprendendo que tudo faz parte da caminhada e do processo pra hoje ele conseguir essa medalha. Ver a bandeira do Brasil tremulando no pódio é algo que me deixa orgulhoso e me faz querer mais e mais. Esse é só o começo do que está por vir, porque agora que cheguei eu não vou mais sair daqui”, escreveu Pepê nas redes sociais.

Veja a prova:

Ana Sátila longe do pódio

Já no feminino, Ana Sátila ficou com a quarta posição na semifinal K1 feminino, duas a menos do que havia conquistado na primeira prova, na sexta-feira (16). Ela ficou a 1s99 da líder Romane Prigent, da França, e avançou à final.

Na final, entretanto, Ana Sátila não foi bem e acabou ficando apenas na nona colocação, a 49s18 da campeã francesa Prigent. Confira a prova:

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

Os brasileiros voltam a entrar em ação neste domingo (18), para encerrar assim a primeira etapa da Copa do Mundo. O dia se inicia com as semifinais do C1 feminino e masculino, com Ana Sátila e Felipe Borges, respectivamente. Em seguida, o evento será concluído com as finais do C1 de ambos os naipes, com os homens finalizando as disputas.  

Mais em Canoagem Slalom