Siga o OTD

Assista ao vivo – Mundial de Canoagem Slalom 2019

Canoagem Slalom

Assista ao vivo – Mundial de Canoagem Slalom 2019

Ana Sátila, Omira Estácia, Marina Souza, Felipe Borges, Kauã Silva, Pedro Gonçalves, Charles Corrêa, Guilherme Rodrigues e Fábio Rodrigues representam o Brasil

BRASILEIROS EM AÇÃO

DataProvaHorário/ResultadoArtigo

O Mundial de Canoagem Slalom começa nesta quarta-feira (25), em La Seu d’Urgell na Espanha. O Brasil está com uma grande delegação para a competição que, além de valer a disputa de medalhas,  em jogo são as primeiras vagas para participar dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 na modalidade.

Na Canoagem Slalom, o Brasil contará com três atletas mulheres, Ana Sátila, Omira Estácia e Marina Souza, que disputarão provas tanto no C1 e no K1, entre os homens seis atletas, sendo Pedro Gonçalves, Fábio Rodrigues e Guilherme Rodrigues pelo K1. No C1 está na disputa Felipe Borges, Charles Corrêa e Kauã Silva, além da busca pelo pódio o maior sonho dos atletas é poder garantir vagas em Tóquio o Brasil.

Ana Sátila chega no mundial com uma boa bagagem, ela está em 2º lugar no ranking do C1 Feminino e em 4º lugar geral no K1. Com um ano de importantes conquistas agora o foco é garantir a vaga brasileira para os Jogos Olímpicos. “Essa com certeza será a competição mais importante de 2019. Todos os atletas estão na expectativa de darem o seu melhor para buscar a vaga e eu com certeza também estou com esse pensamento”, comenta a atleta que competirá nas duas categorias C1 e K1.

Além das vagas disputadas no Mundial também haverá outra possibilidade, o Campeonato Pan-Americano em 2020 terá uma vaga por categoria para Tóquio para ser disputadas entre todos os países do continente americano.

De acordo com as regras da Federação Internacional de Canoagem – ICF, no Mundial estarão disponíveis nas provas femininas 18 vagas no caiaque e 11 vagas na canoa, sendo que a lista é corrida por nação, ou seja, uma embarcação por país garante vaga. No caso de Sátila que compete em duas disputas, ela poderá somente em uma das categorias garantir a vaga do País, ou seja, um atleta só pode garantir uma única vaga. Caso consiga índice nas duas, uma delas será descartada e repassada para o barco subsequente. Mas com a vaga garantida, é permitido por exemplo que em Tóquio ele opte em disputar duas provas, desde que o País só consiga uma única vaga das duas disputas femininas.

Para Pedro Gonçalves o foco é 100% no K1 Masculino, o canoísta que em 2016 ficou em 6º lugar nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro quer carimbar seu passaporte para em sua segunda olimpíada. “Chegou a hora, chegou o momento, para mim é muito especial. Há 10 anos eu estava iniciando aqui também em La Seu d’Urgell e agora novamente em uma competição marcante pra mim, estou me preparando bastante para conseguir a vaga olímpica”, comenta. Ao todo no Mundial estarão em jogo 18 vagas para Tóquio no K1 Masculino sendo uma por país. Além de Pepe, Fábio Rodrigues e Guilherme Rodrigues também disputarão a categoria e brigarão para trazer uma vaga olímpica para o Brasil.

No C1 Masculino Felipe Borges, Charles Corrêa e Kauã Silva são os representantes no Mundial, em 2016, Borges foi o atleta brasileiro na categoria. Charles também esteve presente no C2 ao lado de Anderson Oliveira, a categoria saiu do cronograma olímpico e agora o atleta quer voltar aos Jogos Olímpicos pelo C1. “Primeiro temos que conseguir a vaga para o Brasil, é importante para o atleta conseguir porque ele já sai na frente da disputa”, explica Charles pois o canoísta que garante a vaga tem uma pontuação a frente dos outros atletas na disputa da seletiva, conforme descrito na circular CBCa 049/2019 – acesse aqui.

O atleta Felipe Borges está confiante, no Mundial de 2018 realizado no Rio de Janeiro ele ficou em 18º lugar, sendo que foi 11º país no ranking, se repetir o mesmo resultado ele garante a vaga olímpica para o Brasil, porque no C1 serão 11 vagas por país para Tóquio. “Estou confiante, treinei bastante e quero dar o meu melhor”, fala.

Mundial começa nesta quarta (25) com provas por equipes
Os atletas brasileiros estreiam no Mundial competindo nas provas por equipes, no C1 Masculino o trio formado por Felipe Borges, Charles Corrêa e Kauã Silva e pelo K1 Masculino Pedro Gonçalves, Fábio Rodrigues e Guilherme Rodrigues. Já Ana Sátila, Marina Souza e Omira Estácia disputam duas provas a do C1 e também pelo K1 Feminino.

Programação do Mundial de Canoagem Slalom

25/09 – Quarta-feira – Provas por Equipes C1 e K1 Masculino e Feminino
26/09 – Classificatórias 1ª e 2ª descida – C1 Masculino e K1 Feminino
27/09 – Classificatórias 1ª e 2ª descida – K1 Masculino e C1 Feminino
28/09 – Semifinais e Finais – C1 Masculino e K1 Feminino
29/09 – Semifinais e Finais – K1 Masculino e C1 Feminino
As disputas começam nesta quarta-feira (25), e irão até o domingo (29) e serão transmitidas ao vivo pelo site da Federação Internacional, acesse aqui.

Equipe Brasileira na Europa
Ana Sátila
Felipe Borges
Kauã Silva
Pedro Gonçalves
Charles Corrêa
Guilherme Rodrigues
Fábio Rodrigues
Marina Souza
Omira Estácia

Mais em Canoagem Slalom