Siga o OTD

Basquete

Basquete Cearense consegue classificação histórica no NBB

Reprodução/Twitter

Basquete Cearense consegue classificação histórica no NBB

Pela primeira vez na história do NBB, o Basquete Cearense vence uma série na competição. O time bate o Pinheiros e encara o Paulistano nas quartas de final.

O Basquete Cearense está nas quartas de final do NBB. Na noite desta quarta-feira, diante de 8.115 pessoas no Ginásio Paulo Sarasate, a equipe nordestina bateu o EC Pinheiros por 65 a 64 e fechou a série das oitavas de final em 3 a 1. Esta foi a primeira vez que o Solar Cearense venceu uma série de playoffs do NBB. Desde sua entrada no campeonato, na temporada 2012/2013, a equipe foi ao mata-mata quatro vezes, mas nunca venceu uma série.

O coração está tinindo. Tenho três corações. Tivemos méritos para ganhar essa partida, difícil, por 1 ponto de diferença. O Pinheiros é uma grande equipe, é uma potência olímpica. Conseguimos vencer três jogos deles, conquistamos esse feito inédito para o Solar Cearense e estou muito feliz”, comentou o técnico e um dos gestores do projeto do Solar Cearense, Bial.

Em ato histórico, o Basquete Cearense quebrou o mando de quadra do Pinheiros, fechou a série em 3 a 1 e voltou às quartas de final depois de duas temporadas. Agora, o adversário na próxima fase será o vice-líder Paulistano/Corpore, equipe responsável por eliminar o Carcará nas oitavas da temporada passada, por 3 a 2.

Os destaques individuais do Cearense ficaram por conta do ala Betinho, que beirou o duplo-duplo ao registrar 14 pontos e nove rebotes, o ala/pivô Felipe Ribeiro, também com 14 pontos, e o pivô Leozão, que deixou a quadra com um duplo-duplo de 11 pontos e 14 rebotes.


“Olha isso, cara… (festa). Isso não tem preço. Só a gente sabe o que o Bial faz aqui para ter basquete no Ceará, no Nordeste. Essa festa coroa tudo que passamos durante a temporada. Passamos por maus momentos, o time não encaixou no início, todos duvidaram da gente, mas nos unimos, mostramos que temos coração forte e demos a volta por cima. Esse momento veio para coroar”, disse Betinho.

Um dos fatores fundamentais para a vitória do Solar Cearense foi Sualisson. Membro do elenco do Carcará desde 2013/2014, o ala nascido em Campina Grande (PB) tem características que simbolizam um pouco do que foi a conquista da equipe: garra e perseverança. O jogador, que luta a cada dia por seu espaço desde que chegou ao time, saiu do banco e totalizou decisivos 13 pontos, sendo nove deles no último quarto. Ao final da partida, ele não segurou as lágrimas e soltou o grito da classificação.

 “Não tenho palavras para descrever esse momento. Esse time se superou a cada dia. Fizemos uma fase de classificação ruim, mas conseguimos nos acertar nos últimos jogos, marcamos bem e entramos nos playoffs confiantes. Todos foram bem e fizeram de tudo para que isso aqui acontecesse. Só tenho a agradecer a essa torcida maravilhosa que fez total diferença para nós”, disse o emocionado Sualisson.

O Carcará disputou as quartas na edição 2015/2016, quando terminou a fase de classificação no G-4 e conquistou a vaga direta, mas acabou eliminado pelo Mogi, por 3 a 1. Agora, está novamente entre as oito melhores equipes do país e terá o atual finalista do NBB pela frente.

Mais em Basquete