Siga o OTD

são paulo minas copa super 8 nbb

Basquete

Minas vence São Paulo com lance polêmico no estouro do cronômetro pelo NBB

Queirós fez a cesta da vitória do Minas sobre o São Paulo, mas, antes da bola cair, Gui Santos tocou nela. Arbitragem, no entanto, não viu a interferência

Minas vence São Paulo com lance polêmico no estouro do cronômetro pelo NBB

São Paulo e Minas fizeram um jogaço na tarde desta quinta-feira pelo NBB. Um confronto digno das posições que ocupam na tabela de classificação. O Tricolor passou a maior parte do tempo na liderança do placar, mas levou a virada no último quatro, mesmo com a grande atuação de Lucas Mariano, que marcou 35 pontos. O detalhe é que o jogo foi definido no estouro do cronômetro com uma cesta de Queirós, mas a equipe paulista reclamou demais do lance, alegando interferência de Gui Santos.

Faltando 23 segundos, Davi Rossetto tinha dois lances livres para cobrar, mas só acertou um e a vantagem do Minas chegou a três pontos: 90 a 87. Ao invés de tentar o tiro de três para empatar o jogo, Georginho partiu para cima, inflitrou, fez a cesta e sofreu a falta de Ronald. No lance livre, fez o ponto para o São Paulo e deixou tudo igual a 16 segundos do fim: 90 a 90.

+Franca acaba com sequência negativa e vence Pato por 41 pontos de diferença no NBB

A posse de bola então era do Minas, mas o ataque não foi bem feito. O passe de JP Batista para Queirós não saiu certo, a bola ficou sem dono, mas o jogador da equipe mineira brigou por ela e, mesmo desequilibrado, conseguiu arremessar para acertar a cesta no estouro do cronômetro.

A polêmica é porque Gui Santos saltou e tocou na bola antes dela entrar, o que seria uma interferência e faria a cesta não ser validada. O toque pode ser visto no replay da transmissão da televisão, mas, sem o auxílio do árbitro de vídeo, os juízes confirmaram os dois pontos e a vitória do Minas por 92 a 90.

Apesar da polêmica, Lucas Mariano, cestinha do jogo com 35 pontos, não reclamou. “Foi superação. Nosso time foi muito bem mesmo com as dificuldades que tivemos com problemas de Covid. O time voltou a treinar um dia antes da partida. Então, não tenho do que reclamar”, afirmou o pivô do São Paulo.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

Do lado do Minas, Davi Rossetto, que fez 21 pontos e deu cinco assistências, comemorou o que considerou um resultado justo. “Foi uma excelente vitória. Entramos com outra atitude e outra agressividade na defesa a partir do terceiro quarto. Passamos aperto que não precisávamos no final por conta do erro do lance livre, mas acho que ganhou quem mereceu. As duas equipes estavam um pouco desfacaldas, mas acho que merecemos a vitória”, finalizou, se referndo ao lance livre que ele mesmo errou no final.

Mais em Basquete