Siga o OTD

O armador Caio Pacheco foi determinante na primeira vitória do Weber Bahía Estudiantes na Liga Argentina de basquete masculino. Com 21 pontos, o brasileiro foi o cestinha da partida em que seu clube bateu o Peñarol, por 83 a 78, no ginásio Obras Sanitarias de la Nación. Antes desse confronto, os clubes tinham disputado quatro jogos e o time do camisa 9 aparecia na lanterna da Zona Sul. Já o rival era o vice-líder do grupo.

Basquete

Caio Pacheco não é suficiente e Bahia afunda na Argentina

Time do brasileiro Caio Pacheco toma empate na última bola e virada na prorrogação

Armador brasileiro Caio Pacheco faz grande temporada, mas Bahia segue na lanterna (Rodrigo Valle/La Liga)

Caio Pacheco não é suficiente e Bahia afunda na Argentina

Rodada após rodada da Liga Argentina de basquete masculino, o Bahia Basket cria raízes na lanterna da competição. O time do armador brasileiro Caio Pacheco teve a chance de respirar um pouco, mas tomou o empate na última bola e depois foi dominado na prorrogação pelo Ferro, que venceu por 82 a 76.

Menos mal que Caio Pacheco foi o destaque no revés. Com 17 pontos, sete rebotes e seis assistências, em quase 42 minutos em quadra. Aliás, o brasileiro é o melhor jogador da liga em assistências e está entre os melhores em eficiência e pontuação.

Só que o resultado não veio, e o Bahia segue como o pior time da Liga Argentina. Até aqui, a equipe soma apenas três vitórias em 20 partidas realizadas.

Para piorar o penúltimo colocado, o Obera, e o antepenúltimo, o Mercedes, possuem três vitórias a mais do que o Bahia. Sendo assim, o time de Caio Pacheco precisa de, no mínimo, quatro rodadas com vitórias para escapar da lanterna.

Mais em Basquete