Siga o OTD

Brasil conhece rivais que terá pela frente nos Pré-Olímpicos

Basquete

Brasil conhece rivais que terá pela frente nos Pré-Olímpicos

Sorteio define que Seleção Brasileira feminina terá mais chances de se classificar do que a masculina nos torneios Pré-Olímpicos de basquete

O Brasil conheceu nesta quarta-feira os adversários que terá pela frente nos Pré-Olímpicos de basquete masculino e feminino. O sorteio, realizado em Genebra, na Suíça, na sede da Fiba, definiu que as mulheres terão um caminho mais tranquilo do os homens na luta para conseguir uma vaga em Tóquio.

No feminino, dos quatro times de cada um dos quatro grupos, três se classificam para a Olimpíada, enquanto, no masculino, são seis seleções em cada sede, mas apenas uma delas conseguirá a classificação para os Jogos de Tóquio.

A Seleção Brasileira de basquete feminino vai jogar em Bourges, na França. Na chave da equipe comandada pelo técnico Neto estão dois adversários fortíssimos: Austrália, segunda colocada do raking mundial, e França, que, além de jogar em casa, é a quinta do mundo. Mas, como três se classificam, a briga, em tese, vai ser contra Porto Rico, 23o. colocado do ranking mundial, país que foi derrotado duas vezes em 2019 pelo Brasil, que atualmente é o 15o. da lista.

As duas equipes se enfrentaram na primeira fase dos Jogos Pan-Americanos com vitória das brasileiras por 64 a 58. Ao final da competição, o Brasil ficou com a medalha de ouro, enquanto Porto Rico terminou com o bronze.

Depois do jogo disputado em Lima, Brasil e Porto Rico se encontraram novamemte no final de setembro na disputa pelo terceiro lugar da AmeriCup. Apesar do jogo ter sido disputado em San Juan, capital portorriquenha, as brasileiras venceram com autoridade por 95 a 66.

No masculino, o Brasil vai jogar em Split, na Croácia. O torneio terá a participação de seis países. A equipe comandada pelo técnico croata Aleksandr Petrovic, que vai jogar em seu país natal, está no Grupo B e terá como adversários na primeira fase os donos da casa e a Tunísia. No Grupo A estão Alemanha, Rússia e México e os dois primeiros colocados de cada chave se classificam para a semifinal.

Dos seis participantes do torneio em Split, o Brasil, atual 11o. colocado do ranking mundial, só está atrás da Rússia, que ocupa a nona posição. A Croácia é a 14a., a Alemanha é a 18a., o México é o 25o. e a Tunísia é 33a. Apenas o campeão do torneio vai carimbar o passaporte para a Olimpíada.

Pré-Olímpico Feminino – 6 a 9 de fevereiro – Três países por torneio se classificam para a Olimpíada

Bourges (França):
1. França; 2. Porto Rico; 3. Brasil; 4. Austrália

Belgrado (Sérvia):
1. Nigéria; 2. Estados Unidos; 3. Sérvia; 4. Moçambique

Foshan (China):
1. Coreia do Sul; 2. China; 3. Grã-Bretanha; 4.Espanha

Ostende (Bélgica):
1. Canadá; 2. Japão; 3. Suécia; 4. Bélgica

Pré-Olímpico masculino – 23 a 28 de junho – Apenas o campeão de cada torneio se classifica para a Olimpíada

Belgrado (Bélgica)
Grupo A: 1. República Dominicana; 2. Nova Zelândia; 3. Sérvia
Grupo B: 1. Porto Rico; 2. Itália; 3. Senegal

Kaunas (Lituânia)
Grupo A: 1. Lituânia; 2. Coreia do Sul; 3. Venezuela
Grupo B: 1. Polônia; 2. Eslovênia; 3. Angola

Split (Croácia)
Grupo A: 1. Alemanha; 2. Rússia; 3. México
Grupo B: 1. Tunísia; 2. Croácia; 3. Brasil

Victoria (Canadá)
Grupo A: 1. Grécia; 2. China; 3. Canadá
Grupo B: 1. Uruguai; 2. República Tcheca; 3. Turquia

+SIGA-NOS EM NOSSO CANAL NO YOUTUBE

Mais em Basquete