Siga o OTD

Atletismo

Cross country aposta no revezamento para Paris-2024

Conselho da World Athletics confirmou o formato da competição, que pode retornar ao programa exatamente um século depois da primeira participação

Copa Brasil de Cross Country em Serra (ES) (Leonardo Duarte/CBAt)

Cross country aposta no revezamento para Paris-2024

O Conselho da World Athletics (Federação Internacional de Atletismo) confirmou que fez uma proposta para que o cross country retorne ao programa olímpico em Paris-2024. E o formato escolhido foi o revezamento misto, com duas mulheres e dois homens. O COI (Comitê Olímpico Internacional) ainda precisa referendar a proposta.

Mas Paris-2024 tem um apelo forte, já que o cross country foi disputado pela primeira vez na Olimpíada de Paris-1924. Após 100, a modalidade do atletismo pode retornar. A World Athletics se reunirá com o Comitê Organizador de Paris-2024 em um futuro próximo para elaborar mais detalhes da proposta.

Proposta

Para retornar ao programa olímpico, o revezamento misto foi o formato escolhido de competição no cross country. O evento seria um revezamento de equipes mistas para 15 países. Cada equipe seria composta por dois homens e duas mulheres.

Cross country atletismo revezamento misto Paris-2024
Copa Brasil de Cross Country em Serra (ES) (Leonardo Duarte/CBAt)

Cada integrante correria duas pernas do percurso de 2,5 km, alternando entre atletas do sexo masculino e feminino.

+ NAR retoma atividades e CNDA será reaberto na próxima segunda

O presidente da World Athletics, Sebastian Coe, disse estar feliz com a perspectiva de a especialidade voltar aos Jogos Olímpicos 100 anos depois. “Meu amor pelo atletismo começou com o cross country. Quando entrei para o meu primeiro clube, o Hallamshire Harriers, corria a prova. Seria extremamente simbólico que a disciplina atlética voltasse ao campo depois de um século”, disse.

+ SIGA O OTD NO FACEBOOKINSTAGRAMTWITTER E YOUTUBE

Só que o próprio Comitê Organizador de Paris-2024 já disse que pretende diminuir o número de atletas em seu programa olímpico. E com essa proposta do cross country, mais 60 atletas seriam adicionados ao programa.

Em abril, o Comitê Organizador de Paris-2024 fez uma proposta junto ao COI para que o número de atletas seja de 10.500 (em Tóquio serão 11.091). Tudo para diminuir os custo de realização dos Jogos. Há também a intenção de igualdade de vagas para homens e mulheres.

Mais em Atletismo