Siga o OTD

Paralimpíada Todo Dia

Alessandro Rodrigo conquista ouro com recorde mundial em Dubai

Alessandro Rodrigo conquista a décima medalha de ouro do Brasil no Mundial fazendo o que ninguém nunca havia feito

Alessandro Rodrigo foi ouro no Mundial de Atletismo Paralímpico de Dubai no lançamento de disco
Ale Cabral/CPB

O brasileiro Alessandro Rodrigo conquistou o ouro e bateu o recorde mundial do lançamento de disco da classe F11 no Mundial de Atletismo Paralímpico. Foi a décima medalha de ouro do Brasil em Dubai

A prova foi realizada na madrugada no Brasil desta quarta-feira, 13, sétimo dia de competição no Dubai Club for People of Determination. O Brasil disputou outras seis finais com onze paratletas nesta quarta e uma bateria elimnatória.

Alessandro Rodrigo chegou à prova como campeão mundial e paralímpico, mas havia perdido o recorde mundial para o cubano naturalizado italiano Oney Tapia em 2018.

Quando os lançamentos tiveram início, o italiano permaneceu apenas na rodada de abertura como primeiro colocado. O brasileiro suplantou-o na segunda tentativa e, na seguinte, lançou o disco a 46,10m para estabelecer o recorde mundial. A melhor marca do mundo que o italiano ostentava havia mais de um ano era três centímetros inferior.

“Toda prova quando se entra como favorito, como era o caso hoje [quarta-feira] aqui, a pressão vem em dobro, comigo não foi diferente. Mas nunca tento demonstrar, porque nós viemos para melhorar a marca e para a medalha ouro, se fosse o recorde melhor ainda. Mas ainda esperava que pudéssemos ir mais longe”, comentou Alessandro Rodrigo na zona mista.

Foi a segunda medalha dele no Mundial de Atletismo Paralímpico. No primeiro dia da competição, na quinta (7), conquistou o bronze no arremesso de peso da classe F11 com 13m99.

Alessandro Rodrigo bateu recorde mundial no Mundial de Atletismo Paralímpico de Dubai
Ale Cabral/CPB

+ INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL NO YOUTUBE

Vem mais por aí?

Ainda nesta quarta-feira, o Brasil disputará seis finais, das quais três têm mais de um representante brasileiro. O veterano Lucas Prado disputará a final dos 100m T11 e terá a companhia do fluminense Felipe Gomes – esta prova a partir das 11h36 (de Brasília). Outra final com dupla brasileira é a dos 200m T37 (paralisados cerebrais): Vitor de Jesus avançou com o melhor tempo, enquanto o jovem Christian Gabriel está com a quarta marca.

Nesta manhã de Dubai, três brasileiras classificaram-se para a final dos 200m T11. Jerusa Geber, com o guia Gabriel Garcia, fez o segundo melhor tempo da semifinal, com 25s12. Em seguida veio Thalita Simplicio e Felipe Veloso com a terceira marca (25s25) e Lorena Spoladore e Renato Benhur com a quarta (25s51). As três já subiram ao pódio do Mundial de Dubai: Thalita foi ouro nos 400m T11, Jerusa e Lorena foi responsáveis por uma dobradinha nos 100m T11 com ouro e bronze respectivamente.

Coincidentemente, em todas as vitórias brasileiras do T11 feminino, a chinesa Cuinqing Liu foi superada. Nestes 200m, contudo, ela fez o melhor tempo da semifinal com 24s71, estabelecendo recorde do Campeonato Mundial, que pertencia à mineira Terezinha Guilhermina, de Lyon 2013, com 25s74.

Eliminatórias
100m (T37): Verônica Hipólito – 8º lugar*
200m (T11): Lorena Spoladore – 4º lugar*
200m (T11): Jerusa Geber – 2º lugar*
200m (T11): Thalita Simpicio – 3º lugar*
200m (T47): Fernanda Yara – 8º lugar*

*Classificada para final

Mais em Paralimpíada Todo Dia

viagra